Copacabana Palace já mudou de nome em página da internet

Liminar concedida pela juíza Gisele Guida de Faria proibiu a mudança, que havia sido questionada judicialmente pelo empresário Omar Resende Peres Filho

Por O Dia

Rio - Apesar de decisão judicial na última quinta-feira, 6, ter proibido a mudança de nome, o Hotel Copacabana Palace já se chama Belmond Copacabana Palace em sua página na internet, desde o início desta segunda. A troca já havia sido anunciada e acompanha movimento internacional do grupo Orient-Express, que passou a identificar seus hotéis como Belmond. De acordo com a empresa, não se trata de troca de nome, mas de marca.

Liminar concedida pela juíza Gisele Guida de Faria proibiu a mudança, que havia sido questionada judicialmente pelo empresário Omar Resende Peres Filho. A magistrada definiu multa de R$ 500 mil caso a decisão fosse desrespeitada. Na decisão judicial, a magistrada considerou que o nome do hotel faz parte dos bens imateriais protegidos pelo tombamento do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Fachada do Copacabana Palace Márcio Mercante / Arquivo


Em sua página na internet, no entanto, o hotel já é apresentado como Belmond. Ao clicar em "sobre o hotel", os internautas leem o texto: "Localizado na famosa Praia de Copacabana, o Belmond Copacabana Palace é reconhecidamente o mais renomado hotel do Brasil. Um símbolo de sofisticação e requinte, o Belmond Copacabana Palace oferece um serviço impecável, excelente gastronomia e luxuosas acomodações, confirmando a sua tradição de local ideal para se hospedar no Rio de Janeiro".

Na decisão, a juíza explica que a proteção do tombamento não alcança somente o imóvel, mas sim todo o conjunto de bens materiais e características imateriais que integram o patrimônio histórico e cultural conhecido por Hotel Copacabana Palace. "Nesse diapasão, a pretendida alteração do nome descaracterizará o patrimônio protegido, fazendo com que se percam os valores histórico, social e cultural que justificaram a intervenção estatal para a sua preservação", escreveu.

O grupo Orient-Express alega que mudou apenas a marca que representa o hotel, cujo nome está mantido. "O nome Belmond aparecerá somente nos materiais de marketing do hotel, incluindo os eletrônicos, como o website, mas isto não quer dizer que estamos mudando o nome do hotel", diz nota divulgada pelos administradores do estabelecimento de luxo, que acrescenta: "O nome Copacabana Palace será preservado em lençóis, louças e copos do hotel, tal como ocorre hoje".

Outros hotéis da Orient-Express, como o Cipriani, em Veneza; o Grand Hotel Europe, de São Petersburgo; e o Machu Picchu Sanctuary Lodge, no Peru, também tiveram mudança de marca nesta segunda-feira, segundo informação do grupo.



Últimas de Rio De Janeiro