Por camila.borges

Rio - Acusado de tentar matar a ex-mulher, o cabo Edvaldo Oliveira Pinto, de 38 anos, foi preso por policiais da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) de São João de Meriti, na Baixada Fluminense, na manhã desta terça-feira. Lotado no 3º BPM (Méier), o PM foi surpreendido no momento em que chegava para trabalhar. 

A tentiva de assassinato aconteceu no dia 26 de outubro do ano passado, quando o policial atirou na perna da vítima após uma discussão por conta do término do relacionamento de 14 anos com a dona de casa Daniela Vaz Machado, de 36 anos. A filha do casal, de 12 anos, presenciou a cena. Em depoimento, a menor disse que o pai tinha a intenção de afirmar que a ex-mulher tinha sido vítima de um assalto. Já o PM alegou que sua pistola tinha caído e efetuado o disparo acidentalmente. A hipótese foi descartada pela perícia.

Cabo foi preso na Baixada por tentar matar ex-mulherReprodução Internet

“Ele é um homem de altíssima periculosidade. O inquérito foi iniciado pela minha antecessora e muito bem encaminhado. Conseguimos a decretação da prisão preventiva dele e nossa equipe cumpriu o mandado pouco depois”, declarou a delegada Alriam Miranda Fernandes, titular da Deam-SJM.

A tentativa de homicídio foi praticada pelo PM um ano e dois meses após ele ter conseguido na Justiça a liberdade provisória. Preso em 2008 durante operação da Delegacia de Repressão as Ações do Crime Organizado e Inquéritos Especiais (Draco-IE), ele foi acusado de integrar um grupo de extermínio que atuava no município e que pretendia matar um policial civil e uma promotora de Justiça. O policial já responde por homicídio, formação de quadrilha, tráfico de drogas e porte ilegal de arma.

Reportagem de Roberta Trindade 

Você pode gostar