Por tiago.frederico

Rio - Em clima de campanha, autoridades do governo do Rio e da prefeitura inauguraram, na manhã deste sábado, a estação Uruguai do metrô, na Tijuca, na Zona Norte da cidade. Com um discurso voltado para a sucessão eleitoral, o governador Sérgio Cabral fez palanque para seu vice, Luiz Fernando Pezão, que assumirá o governo no próximo dia 4 de abril.

>>>GALERIA: Veja fotos da Estação Uruguai, na Tijuca

Cabral fez discurso voltado para a sucessão eleitoral. Pesão assume o Governo do Estado no próximo dia 4 de abrilCarlo Wrede / Agência O Dia

"Tudo que vocês olharem ao redor do Rio de Janeiro, da agricultura, passando pela saúde, educação e desenvolvimento econômico, têm a presença desta figura que será o próximo governador do Rio de Janeiro", afirmou. Não por acaso, a inauguração da estação, em pleno sábado, estava repleta de secretários, vereadores e deputados. "Nunca vi tantas autoridades", surpreendeu-se o governador.

Discursando antes de Cabral, Pezão aproveitou para fazer promessas de expansão do metrô para o Recreio e para o subúrbio carioca. "Vamos levar o metrô para o coração do subúrbio do Rio e dar mais dignidade e cidadania ao povo", afirmou.

Estação Uruguai do metrô é inaugurada Divulgação

O prefeito Eduardo Paes também esteve presente no evento e destacou investimentos do governo e da prefeitura na área de mobilidade urbana. A nova estação ocupa uma área de sete mil metros onde anteriormente existia uma escavação conhecida como "rabicho da Tijuca", uma área de manobras de trens que era usada como estacionamento. A estação é uma promessa de mais de 30 anos, feita pelo então presidente João Figueiredo, em 1982.

Foram investidos R$ 250 milhões no projeto, que somou 1,1 km de extensão à linha 1 do metrô. Há cinco acessos diferentes, pelas ruas Dona Delfina, Itacuruçá e Conde de Bonfim. A Uruguai será a primeira estação da cidade a ter wi-fi. O acesso à internet será gratuito e limitado a até 15 minutos por dia. Para usar a rede, os usuários terão de se cadastrar no site www.metrorio.com.br  e receber um login e senha, que serão os mesmos s para todos os acessos.

Cada passageiro poderá usar a rede duas vezes ao dia, por, no máximo, 15 minutos em cada acesso. A concessionária não informou, no entanto, quais serão as próximas a receber a novidade. Segundo o MetrôRio, o sistema vai funcionar no mezanino e nas plataformas Estima-se que a estação receberá um volume de 36 mil pessoas por dia.

Sérgio Cabral inaugurou estação Uruguai em clima de campanhaCarlo Wrede / Agência O Dia

O engenheiro civil Jorge Cambra, 61 anos, pretende aposentar o carro. “Ontem, demorei 45 minutos da minha casa até a prefeitura de carro” afirmou ele, lembrando que, agora, leva sete minutos a pé até a estação. O engenheiro também comemora a valorização imobiliária do bairro. “Meu apartamento, que custava R$ 600 mil há seis meses, já está valendo R$ 740 mil”. 

Pezão prometeu nova expansão

Com a presença do Governador Sérgio Cabral e do prefeito Eduardo Paes, a inauguração acabou sendo um ato de campanha para o vice-governador Luiz Eduardo Pezão, que assume o governo no dia 4 de abril. Discursando antes de Cabral, Pezão fez novas promessas de expansão do metrô para o Recreio dos Bandeirantes e para o Grajaú e o Méier. “Vamos levar o metrô para o coração do subúrbio do Rio”, disse, sem mencionar prazos.

Reportagem de Luisa Brasil

Você pode gostar