Por marcello.victor

Rio - Policiais do Serviço Reservado (P-2) do 18º BPM (Jacarepaguá) prenderam um homem e apreenderam dois menores de 17 anos, no fim da noite desta sexta-feira, na Taquara, em Jacarepaguá, Zona Oeste do Rio, suspeitos de planejar e tentar atacar delegacias da Polícia Civil, bases de Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) e cabines de rua da PM. Houve perseguição e os marginais atiram contra os agentes. Todos são do Morro da Covanca, na mesma região. Dois deles tinham mandados de prisão expedidos pela Justiça por associação para o tráfico.

De acordo com os policiais, a P-2 recebeu uma denúncia de que bandidos sairiam em um carro roubado do Morro da Barão, na Praça Seca, também em Jacarepaguá, na noite desta sexta-feira, para atacar repartições públicas das polícias Militar e Civil. O Polo prata EAU-8549 com cinco homens começou a ser seguido pelos PMs em um veículo descaracterizado, a partir da saída da comunidade, na Rua Cândido Benício, por volta das 23h.

Ao perceberem que estavam sendo seguidos e avistarem um cerco montado por PMs do policiamento ostensivo, os criminosos aceleraram, furaram o bloqueio e passaram a disparar contra o carro da P-2 na Rua Nelson Cardoso, no Tanque, na altura da quadra da escola de samba Renascer de Jacarepaguá. Por cerca de um quilômetro, os bandidos disparam diversas vezes contra polícia, que não revidou, devido ao grande movimento nas ruas.

Na Rua André Rocha, na Taquara, o carro dos suspeitos ficou retido em um congestionamento, em frente a uma universidade. Rubem Carneiro Cerqueira, de 18 anos, foi preso, e um dos menores acabou apreendido ao desembarcar do veículo e tentar fugir a pé. O outro menor fugitivo foi interceptado por populares. Ele acabou agredido e foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) que fica na mesma rua. Depois de medicado, ele foi encaminhado com os outros dois para a 32ª DP (Taquara), onde o caso foi registrado. Os outros dois ocupantes do Polo conseguiram fugir.

Segundo o Serviço Reservado, um dos menores confirmou que o grupo estava preparado para atacar sedes da polícia. Os PMs que todos são do Morro da Covanca e integrariam a quadrilha que comandava o tráfico de drogas no local. Eles saíram do Morro da Barão, já que a Covanca está ocupada pela PM desde o início de novembro do ano passado, quando foi instalada uma Companhia Destacada com 60 homens.

Ainda de acordo com o depoimento do menor, os PMs disseram que no veículo roubado havia pelo menos um fuzil, duas pistolas e um revólver calibre 38. Nenhuma das armas foi apreendida. Rubem tem uma mandado de prisão expedido desde fevereiro por associação para o tráfico. Um dos menores tem pelo menos um mandado de prisão, um deles pelo mesmo crime.

Você pode gostar