DRF prende miliciano que atua como matador em comunidade de Caxias

Prisão foi efetuada em Rocha Miranda, na Zona Norte do Rio, através do Setor de Inteligência da especializada

Por O Dia

Miliciano que aterrorizava Duque de Caxias é preso em Rocha Miranda%2C na Zona NorteDivulgação

Rio - Apontado como executor de uma milícia que atua desde 2007 em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, Marcelo Barbosa Ramalho, o MM, 31 anos, foi preso por policiais da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), nesta segunda-feira.

A prisão foi efetuada em Rocha Miranda, na Zona Norte do Rio, através do Setor de Inteligência da especializada. Contra MM - que possui diversas passagens pela polícia por homicídios e formação de quadrilha - havia dois mandados de prisão por homicídio.

De acordo com o delegado Márcio Braga, titular da DRF, a milícia é uma das mais perigosas do Estado. Além de MM, os dois irmãos dele - Bruno Barbosa Ramalho e o ex-policial militar Rodrigo Barbosa Ramalho - e um primo, Rafael Gomes Barbosa, também integram a quadrilha.

Investigações da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) mostraram que o grupo atua nas localidades de Gramacho, São Bento, Lote XV, São José, Parque Fluminense, Parque Muisa, Pantanal, Jardim Leal, Guaira, Sarapuí, Vila Rosário e Parque Suécia.

O grupo é acusado de praticar diversos crimes - como extorsão, relacionados a pretensos serviços de “segurança” e de “proteção” -, fornecimento de gás e serviços de distribuição de internet e TV a cabo clandestinos e homicídios qualificados.

Os integrantes da quadrilha também monopolizam a venda de cestas básicas, vendem armas de fogo a traficantes do Complexo do Alemão e a outros criminosos e lida com agiotagem, além de desbulho de propriedades, parcelamento irregular do solo urbano e controle do uso de máquinas de jogos de azar.

Reportagem de Roberta Trindade

Últimas de Rio De Janeiro