Por thiago.antunes

Rio - A longa espera por atendimento em uma agência bancária provocou, na tarde desta terça-feira, uma confusão entre o gerente do local e um cliente. O tumulto aconteceu no HSBC da Rua da Assembleia, no Centro do Rio, que estava lotado. A jornalista Márcia Conde presenciou o caso. "As pessoas estavam aguardando mais de duas horas para serem atendidas, o que já está fora da lei. Um rapaz foi pedir satisfação para o gerente, que o tratou muito mal, perguntando se ele era correntista. Logo após, ele o deixou falando sozinho. O rapaz soltou um palavrão e o gerente voltou e perguntou o que ele tinha falado. O homem repetiu e foi empurrado pelo gerente", contou Márcia.

Ainda segundo ela, seguranças da agência imediatamente cercaram o rapaz, que não foi agredido. No entanto, mesmo após o tumulto, nenhuma satisfação foi dada aos clientes. "Cheguei às 14h33 lá e só fui ser atendida 16h30. Várias pessoas se sentaram no chão, pois não havia cadeiras suficientes. Muita gente desistiu de ser atendida. Orientei todos que estavam lá para pegar os comprovantes de atendimento e pretendo entrar na justiça contra o banco", revelou.

Clientes aguardavam no chão de agência bancáriaLeitora Márcia Conde

Um homem que não quis se identificar também confirmou a agressão do gerente. "Ele foi muito grosso com o rapaz desde antes. Parecia que estava fazendo um favor, quando só deveria dar informações básicas. E aí ele não aguentou e acabou xingando o gerente. Mesmo assim, em nenhum momento ele poderia empurrá-lo. Felizmente os seguranças contornaram a situação rapidamente", disse. 

A Câmara Municipal do Rio aprovou, em 25 de março de 2011, a 'Lei da Fila', que estabelece que o atendimento em agências bancárias deve ser de 15 minutos em dias normais e de trinta em dias antes ou depois de feriados prolongados. Em caso de não cumprimento, o banco pode ser advertido, multado ou ter a suspensão da licença de funcionamento por prazo indeterminado.

Em nota, o HSBC informou que "todos os seus colaboradores são capacitados para seguir os mais altos padrões de atendimento ao cliente. O banco informa ainda que vai investigar internamente a denúncia e tomará as medidas administrativas necessárias. O HSBC repudia qualquer atitude de desrespeito ao cliente, assim como os seus colaboradores esperam ser respeitados pelos clientes. O banco esclarece que oferece outros canais para realizar serviços financeiros, como o Internet Banking e o Meu HSBC Celular".


Você pode gostar