'Acho que exageramos', diz homem que fez stand up paddle de terno

A Capitania dos Portos advertiu os três homens que foram parar na área de operação das barcas e atrasou viagem

Por O Dia

Paulo praticou stand up paddle na manhã desta sexta-feira na Baía de GuanabaraReprodução Internet

Rio - Foi identificado como Paulo Oberlander o homem que fez stand up paddle de terno e uma pasta na mão em plena Baía de Guanabara na manhã desta sexta-feira. Ele, juntamente com outras duas pessoas, foi parar na área da operação da CCR Barcas, onde as embarcações atracam, atrasando em 10 minutos uma barca que chegava à Praça XV. Através de sua página no Facebook, ele reconheceu a ousadia do ato.

"Caraca hj acho que exageramos , estamos aki nas barcas do rio e quase que babouuuuuu (sic)", disse. Ele também disse à reportagem que a proposta era mostrar que o esporte é uma forma viável de fugir do trânsito caótico do Rio.

A Capitania dos Portos do Rio de Janeiro advertiu ele e outros dois praticantes de stand up paddle que os acompanhava. Segundo a autoridade marítima, os três colocaram em risco suas vidas e a segurança da navegação.

Uma equipe de Inspeção Naval da CPRJ foi enviada ao local, os orientou a se afastarem das barcas, e acompanhou o seu regresso para a região de onde partiram, em Piratininga, Região Ocênica de Niterói.

A Capitania informou ainda que qualquer cidadão, ao colocar pessoas ou embarcações em risco, ou interromper o tráfego marítimo, pode ser enquadrada no artigo 261 do Código Penal – Decreto Lei 2848/40, e conduzida à autoridade policial para autuação.

O fato curioso chamou a atenção dos passageiros que chegavam na estação Praça XV das barcas na manhã desta sexta-feira. Paulo, de terno e uma pasta na mão se equilibrava em uma prancha fazendo stand up paddle nas águas da Baía de Guanabara.

O ato também contava com outros dois participantes, um deles um homem de bermuda e mochila nas costas. Inicialmente, cogitava a hipótese de se tratar de um protesto, mas os três estariam apenas praticando o esporte e tirando fotos. Através do Twitter O DIA 24 Horas (@odia24horas) e do WhatsApp do DIA (98762-8248), leitores chamaram atenção para o fato. "Onde chegou o nível de transporte no Rio de Janeiro!", disse Fagner Mattos (@FagnerMattos).

Ao pararem na área de operação das barcas, eles atrapalharam a atracação de uma embarcação que vinha de Niterói. Segundo a CCR Barcas, por questões de segurança, a barca Boa Viagem, que chegava ao Centro do Rio, precisou reduzir a velocidade.

Homem de terno e pasta na mão faz stand up pladdle na Baía de GuanabaraLeitor Christopher de Assis Pereira / WhatsApp O DIA



Últimas de Rio De Janeiro