Governo do estado e Prefeitura do Rio fazem 18 mudanças em secretarias

Exonerados, nomes como Julio Lopes e Carlos Roberto Osório poderão disputar cargos nas próximas eleições

Por O Dia

Rio - O secretariado do município e do estado do Rio vai passar por mudanças profundas neste mês de abril. Nos últimos dias, um total de 18 exonerações foram divulgadas através do Diário Oficial e alguns substitutos já foram anunciados. 

No Governo do Estado, 14 pastas mudarão de mãos. Entre elas, destacam-se as saídas de Júlio Lopes (Secretaria de Estado de Transportes), Wilson Carlos Cordeiro (Governo) e Régis Fichtner (Casa Civil).

Em seus lugares, entram, respectivamente, Tatiana Vaz Carius, Affonso Henriques Monnerat e Leonardo da Cunha Espíndola. Candidato a vice-presidente nas últimas eleições, Índio da Costa, que comandava a Secretaria do Ambiente, também foi exonerado.

Já na equipe comandada por Eduardo Paes, foram quatro trocas. À frente da Secretaria Municipal de Transportes, Carlos Roberto Osório foi substituído por Alexandre Sansão Fortes enquanto Pedro Paulo Carvalho, braço direito do prefeito e secretário da Casa Civil, deixa o cargo para a entrada de Guilherme Nogueira Schleder.

Como todas as saídas foram oficializadas antes do dia 5 de abril, os políticos estão liberados para concorrer a um posto nas eleições de outubro. A situação é igual a do Governador Sérgio Cabral, que renunciou ao cargo oito meses antes do término de seu mandato e deve tentar uma vaga no Senado ou na Cãmara dos Deputados.

Últimas de Rio De Janeiro