Por paulo.gomes

Rio - O Tribunal do Júri de Niterói, na Região Metropolitana, julga nesta segunda-feira mais dois policiais militares acusados do assassinato da juíza Patrícia Acioli, em agosto de 2011. Handerson Lents e Sammy dos Santos são os últimos dos 11 PMs denunciados pelo Ministério Público a serem julgados pela morte da magistrada.

Os outros nove policiais militares - o ex-comandante do 7ºBPM (São Gonçalo) Cláudio Luiz de Oliveira, Daniel Santos Benitez, Sérgio Costa, Carlos Adílio Maciel dos Santos, Jefferson de Araujo Miranda, Jovanis Falcão, Junior Cezar de Medeiros, Charles Azevedo Tavares e Alex Ribeiro Pereira - já foram condenados. Como juíza da Vara Criminal de São Gonçalo, município vizinho a Niterói, Patrícia Acioli era conhecida por ser linha-dura no julgamento de desvios de conduta de policiais da região.

Patrícia Acioli foi morta a tiros, quando chegava em casa, em Niterói, depois de deixar o Fórum de São Gonçalo.

Você pode gostar