Viúva de Amarildo é levada para delegacia após protesto contra morte de DG

Elizabeth Gomes de Souza foi detida por desobediência e tentativa de agressão a PMs quando fazia barricada na Estrada da Gávea

Por O Dia

Rio - Elizabeth Gomes de Souza, viúva do ajudante de pedreiro Amarildo, foi levada para a 11ª DP (Rocinha), na manhã deste sábado, após protesto realizado na Estrada da Gávea, na altura da Rua 1, contra a morte do dançarino Dougla Rafael Pereira da Silva, o DG, que fazia parte do programa "Esquenta" e foi encontrado morto no Morro Pavão-Pavãozinho. 

Segundo os policiais, Elizabeth e outros moradores da Rocinha obstruíram a via com lixeiras, madeira, lixo e outros objeto para fazer uma barricada por volta das 6h. A viúva ateou fogo nos materiais e tentou agredir os policiais ao receber ordens para que não fizesse o ato. A polícia afirma que a mulher estava consumindo bebida alcóolica e apresentando sinais claros de embriaguez. Ela foi detida por desobediência e tentativa de agressão a PMs. 

A via só foi liberada por volta das 7h da manhã. 


Últimas de Rio De Janeiro