Por adriano.araujo

Rio - Inaugurada nesta quinta-feira na Vila Kennedy, a ouvidoria itinerante das UPPs não tem previsão de quando vai começar a atender os moradores da comunidade. A razão é simples. É um único veículo adaptado para o programa ‘Paz com Voz’ para circular nas 37 localidades pacificadas da cidade. A primeira semana será Cidade de Deus, onde, na segunda-feira, uma equipe de policiais estará a postos para ouvir reclamações, críticas, denúncias e sugestões. Na semana seguinte, o grupo vai para o Morro da Mangueira. O cronograma será divulgado no site da PM.

Se a lista das UPPs for seguida à risca, com visitas semanais a cada uma delas, conforme prevê o projeto, isso significa que uma comunidade atendida deve demorar até nove meses para ser novamente alvo da ouvidoria itinerante.

Ouvidoria itinerante de UPPs é inaugurada na Vila Kennedy%2C em BanguBruno de Lima / Agência O Dia

A coordenadora da ouvidoria, tenente Thatiana Lima, 30 anos, minimizou essa questão e disse que não é um problema. Isso porque, lembrou a oficial, o veículo do ‘Paz com Voz’ não é a única forma de o morador fazer reclamações. Ela citou o telefone (21) 2334-7599 e o site www.policiamilitar.rj.gov.br/ouvidoriaupp como canais de comunicação para fazer o atendimento ao público.

Na inauguração estavam presentes o governador Luiz Fernando Pezão e o secretário de Segurança Pública, José Mariano Beltrame. “A gente quer acertar cada vez mais, ficar mais próximo deste morador que ficou 40 anos abandonado. E nada melhor do que colocar uma ouvidoria com pessoas capacitadas nessa nova ferramenta que a gente disponibiliza para o cidadão”, afirmou o governador.

Você pode gostar