Além dos gramados, Copa do Mundo invade empresas e escolas

Agência faz torneio inspirado no Mundial. Colégios usam o tema em provas e trabalhos

Por O Dia

Rio - Quem chega à agência de design digital Huge, no Jardim Botânico, tem dificuldades para saber se está em um ambiente de trabalho ou em um clube muito animado para a Copa do Mundo. Na última terça-feira , em plena tarde, uma mesa de futebol de botão era armada no meio das mesas de computadores . De um lado, a seleção da Itália era representada por um funcionário uniformizado, que competia com o Brasil — reforçado por uma torcida, é claro.

Outro designer organizava, com a mesma seriedade com a qual bolava um aplicativo, quem ficaria com cada seleção no campeonato de vídeo do game Fifa Soccer, que terá o mesmo critério de classificação da Copa. Enquanto isso, álbuns da Copa eram retirados da mochila para a troca de figurinhas e um técnico de serviços gerais arrumava o telão, que deverá ficar conectado a canais de esporte durante o Mundial.

Para o diretor financeiro da empresa, Marcelo Bressan, de 35 anos, um dos que faziam coro na torcida do futebol de botão, o clima de animação da Copa é importante no trabalho porque descontrai no meio de tantas tarefas. “Se não descontrair o ambiente, ninguém segura a pressão. Mas tudo isso deve ser feito com responsabilidade. Porque se não entregar o trabalho do prazo certo, fica de fora”, ressalva o chefe, já que até a cerveja é liberada nos momentos de brincadeira — com moderação, é claro.

Copa já começou na empresa Huge%2C pelo menos nas disputas na mesa de botão Carlo Wrede / Agência O Dia

Se na Huge a Copa foi utilizada para animar, no Centro Educacional da Lagoa (CEL), ela foi inserida num contexto mais didático: os simulados do vestibular e provas de História e Geografia. Além disso, os alunos do Ensino Médio também tiveram que fazer redações com a temática da Copa. Mesmo animado com seu álbum de figurinhas e com os jogos do Brasil, o estudante Lucas Sampaio, de 17 anos, contou que não deixou de fazer críticas ao evento em sua dissertação.

“Fico feliz em torcer pela seleção e, mesmo não tendo aula, vamos tentar nos encontrar para assistir aos jogos. Porém, acho que alguns investimentos no evento foram desnecessários e poderiam ter ido para outros setores, como educação”, disse. 

De acordo com o coordenador do Ensino Médio, Victor Novaes, também foi aberto um concurso de projetos sobre o evento. Os melhores trabalhos ganharão pontos extras em algumas disciplinas. A escola também fará um intercâmbio com uma escola da Inglaterra durante a Copa e abrigará os estudantes estrangeiros em casas de alunos da escola. 

Estudantes do Centro Educacional da Lagoa têm a Copa do Mundo como parte do currículo escolarCarlo Wrede / Agência O Dia

O Colégio Pedro II, unidade de Realengo, conseguiu usar o evento até em provas de Matemática. Foram utilizados números da capacidade de público nos estádios, do custo das obras , da quantidade de jogadores, seleções, cidades-sede, quantidade de jogos realizados, ingressos vendidos e voluntários inscritos para a a resolução de problemas.

Light orienta sobre decoração de rua

A Light emitiu alertas para quem quer enfeitar suas ruas e casas. Segundo o gerente de Operação, Alexandre Pereira, é importante que nenhum adereço seja preso à rede elétrica, pelo risco de descarga, que podem ser fatais. “Só funcionários especializados e com equipamentos adequados podem mexer na fiação. Por isso, é importante manter distância”, disse Pereira.

Segundo a Light, as bandeirinhas devem ser amarradas de poste a poste, a um metro abaixo da rede elétrica, e serem confeccionadas, preferencialmente, em plástico. Devem ser presas com barbante comum ou fita plástica e nunca com fitas metalizadas, papel alumínio ou laminado, arames ou fios de cobre. 

O mascote Fuleco já decora o saguão da Rodoviária Novo RioCarlo Wrede / Agência O Dia

A companhia também alertou que, apesar de comum, é perigoso colocar bandeirões atravessando as ruas, levantadas de um edifício para outro porque. Em caso de chuva ou sereno, elas aumentam seu peso e os tirantes podem encostar na rede de média tensão (que fica na parte mais alta do poste).

Terminal se veste de verde e amarelo e ganha banho de loja para a competição

Até a Copa do Mundo, a Rodoviária Novo Rio promete que terá finalmente ar-condicionado no setor de desembarque. Para isso, serão instaladas portas automáticas e antipânico, que também ajudarão na segurança no local em relação aos furtos. Também deverão ficar prontos um banheiro pago (R$1,50), uma lanchonete, um guarda-volumes e um estande para táxis regularizados.

Porém, ainda não há sinais de obras para ar-condicionado em outro setor, o de embarque. Segundo a assessoria de imprensa do terminal, a refrigeração ali só deverá ser instalada no primeiro semestre de 2015.

Terminal está em obras para receber os visitantes e contará com um espaço VIP para esperar pelos ônibusCarlo Wrede / Agência O Dia

Para a Copa, a administração afirmou que também investirá no atendimento turístico, com a melhoria na comunicação visual, que será trilíngue. Segundo o Consórcio Novo Rio, grupo da iniciativa privada que administra o terminal, as obras de melhoria, que começaram em março, vão custar ao todo R$ 5 milhões. O efetivo de segurança também aumentará 80% durante o evento e contará com 20 seguranças por dia.

De acordo com dados do consórcio, no período da Copa, o movimento de passageiros no terminal rodoviário Novo Rio deverá aumentar cerca de 30% em relação ao mesmo período dos anos anteriores, principalmente entre os estados onde ocorrerão os jogos. A previsão de aumento de turistas estrangeiros utilizando a Novo Rio deverá ser similar à Jornada Mundial da Juventude: aproximadamente 40%.

O local também está abrigando, em seu andar superior, uma loja oficial da Fifa. Alguns clientes que passavam pelo estande na última terça-feira reclamavam dos preços cobrados. O boneco Fuleco, o mascote da Copa, em tamanho médio, custava R$ 220. Além disso, a rodoviária contará com um espaço, com pufes, onde passageiros poderão esperar seus ônibus.

Últimas de Rio De Janeiro