Polícia identifica envolvidos em ataque a segundo homem na hierarquia da PM

Um deles já foi preso. Os dois foram encontrados com o auxílio de uma rede social

Por O Dia

Rio - Dois dos envolvidos na tentativa de assalto sofrida pelo segundo homem na hierarquia da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro foram identificados e um deles já está preso. Após duas semanas de investigações, a delegada Natacha Oliveira, adjunta da 16ª DP (Barra da Tijuca), solicitou à Justiça e conseguiu que fossem expedidos mandados de prisão temporária contra a dupla. A Polícia chegou até Anderson Esteves Costa, o LD, 19 anos, e Kleiton Agnaldo Pereira da Silva, o Kleitinho, 22, com auxílio de uma rede social.

Chefe do Estado Maior Administrativo da PM, o coronel Ricardo Coutinho Pacheco saía de uma concessionária de automóveis na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio, quando foi surpreendido por quatro homens em duas motos, no dia 22 de abril.

Anderson (esquerda) e Kleiton são acusados de atentado contra segundo no comando da PM. Kleiton está foragidoDivulgação

O coronel, que estava em um veículo blindado da corporação, atropelou um dos veículos e chegou a trocar tiros com os bandidos. Na fuga ele bateu em vários carros e ultrapassou diversos sinais até chegar à delegacia, onde pediu ajuda. A moto que ficou para trás foi apreendida pelos policiais da 16ª DP, que descobriram que ela estava registrada em nome da mãe de Anderson.

No dia seguinte ao assalto, ela chegou a fazer um registro na 32ª DP (Taquara) alegando que havia emprestado a moto a Kleiton e que a mesma foi furtada depois que ele a estacionou. Com auxílio do Facebook, os agentes conseguiram as fotografias de Kleiton e Anderson, que foram reconhecidos pelo oficial como uma das duplas que o atacaram.

Os policiais cumpriram o mandado de prisão de Anderson na Favela Cidade de Deus, em Jacarepaguá. Em sede policial, ele confessou envolvimento no crime, em companhia de Kleiton, mas alegou que não havia outros dois comparsas. Até o momento, Kleiton permanece foragido.

“Os dois estão indiciados na tentativa de roubo qualificado e as investigações continuam para identificar os outros dois envolvidos. Fizemos diligências para prender Kleiton, mas até o momento ele não foi localizado”, ressaltou a delegada Natacha.

Quem tiver qualquer informação que auxilie a Polícia na localização e prisão dele pode ligar para a própria delegacia, através do número 2333-6306 ou para o Disque-Denúncia, pelo 2253-1177. Não é preciso se identificar e o anonimato é garantido.


Últimas de Rio De Janeiro