PV surpreendido

Acordo com o PT para apoiar Lindbergh Farias não chegou aos ouvidos de Aspásia Camargo e Fernando Gabeira

Por O Dia

Rio - O acordo fechado com o PT para apoiar Lindbergh Farias, pré-candidato ao governo, surpreendeu muita gente no PV. A deputada estadual Aspásia Camargo não sabia de nada — em março, ela chegara a conversar com Lindbergh sobre sua eventual candidatura a vice, mas nada foi fechado. 

Ontem, Aspásia disse que precisava conversar com a direção do PV antes de falar sobre sua presença na chapa do petista. “Não posso falar sobre o que não sei”, justificou.

O favorito

No PV, aposta-se que Roberto Rocco, dirigente do partido, ficará com a vaga de vice. Ele vinha se apresentando como pré-candidato ao governo.

Verde ficou roxo

Afastado das atividades partidárias, mas ainda influente no PV, Fernando Gabeira ficou irritadíssimo com o acordo.

Noiva da cidade

O Pros de Miro Teixeira e dissidentes do PMDB (que apoiam Aécio Neves para a Presidência) dizem ter o apoio do PPS. Mas o presidente regional do partido, Comte Bittencourt, afirma que sua aliança preferencial é com o PSDB.

Sem definição

Como o PSDB-RJ não decidiu o que vai fazer, o suspense continua.

Indenização

O governo estadual foi condenado pela Justiça a pagar R$ 30 mil a um ex-agente de segurança penitenciária. Em 2003, ele chegou a ser refém em rebelião de presos — agredido, teve explosivos pendurados no pescoço.

Liesa

A Secretaria Municipal de Defesa do Consumidor deu 30 dias para a Liga das Escolas de Samba apresentar proposta de mudança na venda de ingressos. Quer evitar abusos de agências de turismo.

Últimas de Rio De Janeiro