Por bianca.lobianco

Rio - Começou ontem a inclusão das cerca de 1.400 famílias que faziam parte do grupo de ocupantes do prédio da Oi, no Sampaio, no Cadastro Único (CAD) da prefeitura. O registro vai permitir que as pessoas sejam incluídas em programas sociais como o Bolsa Família e o Cartão Família Carioca.

Também serão oferecidos cursos de capacitação, com posterior encaminhamento ao mercado de trabalho. Dentre as oportunidades de emprego, o Sindicato da Construção Civil oferecerá 300 vagas de capacitação. Os profissionais qualificados serão encaminhados para empresas do setor e, também, para obras públicas, através da Secretaria Municipal de Obras.

Desempregado há dois anos, Rafael Pereira, 22 anos, pretende aproveitar a chance de qualificação. “Eu vou me inscrever no curso de informática ou de carpintaria porque não quero mais depender de auxílio para ter uma vida melhor”, disse.

O secretário municipal de Governo, David Carlos Pereira Neto, explicou que, a partir do primeiro cadastro, foi constatado que 75% das pessoas têm menos de 35 anos de idade e 35% têm até 25 anos.

“A maioria está em idade de trabalhar. Vamos incluí-las no CAD Único, e as famílias que tiverem o perfil, serão encaminhadas ao Bolsa Família, e ao Cartão Família Carioca. Mas o principal objetivo é capacitar essas pessoas e oferecer oportunidades de emprego”, explica Pereira Neto.

O atendimento, até o dia 17, é para 150 pessoas por dia, das 11h às 15h, no Centro de Referência de Assistência Social Lar de Júlia, no Cachambi.


Você pode gostar