PM que ganhou promoção após provocar professores posta: 'Caímos pra cima'

Ele ficará preso 20 dias por colocar imagem em Internet. Sepe lamentou decisão da corporação

Por O Dia

Rio - Lotado no Batalhão de Choque da PM, Tiago de Lima Moreira de Souza, cujo apelido é Tiago Tiroteio, literalmente não fez o dever de casa corretamente, ficou de recuperação, tomou puxão de orelha, mas passou de ano. Ele foi promovido de soldado a cabo, conforme antecipou nesta terça-feira a coluna ‘Informe no DIA’, no site do Dia Online.

Em outubro, ele causou indignação ao postar no Facebook foto segurando um cassetete quebrado com a frase: “Foi mal, fessor”. Seria uma provocação, em referência à atuação de PMs numa passeata em que professores se disseram agredidos. Com erros de grafia e pontuação, Tiago usou a rede social anteontem para desabafar: “Aos que pediram a minha exclusão... caímos para cima!!! Cabo da Polícia Militar. Promovido”, postou o praça.

PM mostra cassetete quebrado e diz 'foi mal fessor'Reprodução Internet

A PM afirmou que a promoção é por tempo de serviço, mas que, a partir de hoje, o agora cabo ficará preso por 20 dias. A punição não impede a promoção e, segundo a Corregedoria, é pela ofensa aos professores em 2013.

Líderes do Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação (Sepe) lamentaram. “Não é pelo fato da promoção por antiguidade, mas porque a PM sempre nos trata com violência e criminaliza nosso movimento”, argumentou a diretora do Sepe, Wíria Alcântara. “Tinha que passar os 20 dias preso, ajoelhado em grãos de milho, como castigo”, brincou o professor de História Lerner Silva.

Últimas de Rio De Janeiro