Procon autua oito restaurantes e descarta mais de 103 kg de alimentos vencidos

Cozinhas de estabelecimentos podem ser interditadas

Por O Dia

Rio - O Procon Estadual, subordinado à Secretaria de Proteção e Defesa do Consumidor (Seprocon), realizou nesta terça-feira ação de vistoria em restaurantes especializados em comidas internacionais no Rio de Janeiro. A Operação Camisa 10 faz parte das operações voltadas à Copa do Mundo idealizadas pelo órgão. Dos 14 estabelecimentos fiscalizados, oito foram autuados e podem ser multados por falta de higiene e má conservação dos produtos. No total, foram descartados pelos fiscais 103kg e 500g de alimentos impróprios para consumo.

Só no restaurante Otto Al Mare, localizado na Tijuca, os agentes inutilizaram quase 59kg de frutos do mar sem especificação, tais como camarão, lula, lagosta, polvo, mexilhão, siri e peixes, além de 9kg e 500g de fubá vencidos. Na cozinha e na área de estoque chamaram atenção dos fiscais a falta de limpeza adequada. O estabelecimento deve sanar esse problema dentro de 24 horas, caso contrário, será interditado.

Mais de 100 kg de alimentos foram apreendidosDivulgação

A falta de higiene também foi um problema detectado pelos fiscais na cozinha do Restaurante Baghdad. O caso, porém, era mais grave: os agentes deram prazo de 15 dias para melhorar as condições do local. Ainda no Baghdad, os fiscais encontraram 1kg e 300g de pão árabe vencidos, além de 300g de quibe cru, 500g de lentilha, 500g cordeiro e 3kg de carne cozida sem especificação da data de validade.

No Azurra, da Barra da Tijuca, foram encontrados 11kg de produtos fora do prazo de validade, entre pastas, aliche, azeitona, gorgonzola, purê e calda de banana. O local armazenava, ainda, 5kg e 305g de lula, molhos, queijos, e macarrão sem especificação quanto ao prazo de vencimento. Já no restaurante Arab, em Copacabana, foram flagrados 2kg e 200g de molho agridoce com a etiqueta de validade rasurada e mais 7kg de alimentos impróprios para consumo, entre jabuticaba, molhos, caldas, creme de leite e chá de gengibre.

Os restaurantes que não apresentaram irregularidades foram os seguintes: Beco do Alemão, Ettore e Frateli, todos na Barra da Tijuca; duas filiais do Mr. Chan, ambas no Centro; e uma filial do China In Box, no Méier.

Últimas de Rio De Janeiro