Verão e inverno em um dia

Calor e vento frio dos últimos dias na cidade mudam hábito de carioca e surpreendem turista

Por O Dia

Rio - Com os pés na beira d’água, Natália Gago, 24 anos, tentava tomar coragem para entrar no mar da Praia de Ipanema, na tarde desta terça. “Domingo eu não consegui, mas hoje vou pelo menos molhar os pés porque não dá para vir ao Rio e não entrar na água”, contou. A turista de Rondônia estranhava o calor combinado com o vento frio dos últimos dias na cidade, que tem mudado o hábito das cariocas. Elas aproveitam para vestir modelos que não tiram do guarda-roupa com frequência.

“É bom que a gente pode se vestir bem e se proteger do frio também. Depois ainda dá para ir direto para algum barzinho mais transado”, contou a designer Ana Mussully, 40 anos, que vestia manga comprida, em sintonia com sua filha Juliana, 18, moradoras de Ipanema.

A designer Ana Mussully e a filha%2C Juliana%2C moradoras de Ipanema%3A ida à praia mesmo com sol fracoErnesto Carriço / Agência O Dia

Sentada em uma cadeira perto do mar enquanto lia um livro, a estudante Camila Vaz, 21 anos, também tirava proveito da temperatura amena. “Prefiro porque não venho para bronzear. Gosto de ler, estudar, e não consigo me concentrar quando o sol está escaldante e a praia muito cheia por conta do calorão”, disse.

Segundo o Instituto Climatempo, a mudança do clima no Rio se deve a uma massa de ar seco e origem polar que está na cidade. O fenômeno típico de outono afasta a nebulosidade e faz a temperatura cair de forma brusca ao longo do dia. A mínima registrada nesta terça foi de 12,1ºC, na Vila Militar, durante o amanhecer, a segunda mais baixa do ano. A máxima atingiu 31,4ºC em Santa Cruz. A tendência é que o clima se mantenha assim até a próxima semana, sem previsão de ocorrências de chuvas.

Últimas de Rio De Janeiro