Por thiago.antunes

Rio - Um sargento do Batalhão de Choque foi expulso da PM, dois anos após ter sido acusado de ato libidinoso. Segundo registro da Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) de São Gonçalo, Raimundo Aguinaldo Alves de Souza foi preso em 17 de maio de 2012, após ter sido flagrado com a calça aberta, dentro de um carro, por dois PMs que faziam policiamento em uma escola.

Os policiais foram avisados por duas estudantes do colégio — na época com 11 e 13 anos — de que o acusado teria mostrado o órgão sexual para elas. A decisão pela exclusão do PM foi publicado no Boletim Interno da corporação de sexta-feira. O acusado alegou que estaria com uma mulher, namorando. No entanto, a testemunha afirmou que teria cobrado R$ 60 para fazer sexo com ele, mas não compareceu porque arrumou faxina para fazer naquele dia.

No processo da 4ª Delegacia de Polícia Judiciária Militar, consta ainda que o sargento estava com um carro irregular e uma pistola. “Configura a falta de zelo do acusado com sua imagem, enquanto policial militar, e a da corporação”, diz trecho da decisão.

Você pode gostar