Por felipe.martins

Rio -  Os aspirantes Jean Caleb Maroto e Vinícius da Silva Coelho foram levados para o Hospital Naval Marcílio Dias por apresentarem problemas respiratórios após treinamento na Base de Fuzileiros Navais da Ilha do Governador. De acordo com o 1º Comando do Distrito Naval, os alunos apresentaram queixas respiratórias após instruções sobre técnicas de combate. 

O caso ocorreu no último dia sete. Segundo a Marinha, os dois alunos foram liberados no mesmo dia para regresso à Escola Naval (EN), onde permaneceram em observação na enfermaria. No dia seguinte, foram encaminhados para o Hospital Naval Marcílio Dias (HNMD) para a realização de exames complementares. Após avaliação, foi indicada a internação na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) daquele hospital, onde receberam o tratamento específico adequado.

Sobre o estado atual dos aspirantes, a Marinha informa que Vinícius da Silva Cunha apresentou melhoras em seu quadro clínico e deixou a UTI.  O aspirante Jean Caleb Maroto Sousa permanece recebendo tratamento intensivo.

A Marinha informa ainda que "está prestando todo apoio às famílias dos aspirantes e instaurou um competente procedimento administrativo, a fim de apurar as circunstâncias do fato".

Acidente com cano de tiro de tanque provocou morte de soldado do Exército

O soldado do Exército Davi Barbosa da Costa, 22 anos, morreu no final da manhã do último dia 16 em um acidente dentro da Academia Militar das Agulhas Negras (Aman), em Resende, no Sul Fluminense. De acordo com a assessoria da Aman, o soldado estava com a cabeça para fora do tanque que dirigia e acabou atingido pelo cano de tiro do veículo.

Ainda de acordo com a Aman, o acidente ocorreu quando o tanque colidiu com uma cerca e acabou girando e atingindo o soldado. "De imediato foi providenciada a evacuação médica do militar para o Hospital Escolar da Aman, onde foi constatado o óbito", diz a nota.

Davi pertencia ao quadro de efetivos do 15º Regimento de Cavalaria Mecanizada – RC Mec (Rio de Janeiro-RJ) e estava em apoio à instrução militar.

Um inquérito policial militar foi aberto para apurar o caso. A Aman informou ainda que, após o acidente, os familiares do soldado foram informados de maneira imediata e receberam apoio médico, psicológico e militar.


Você pode gostar