Por paloma.savedra

Rio - O racismo no esporte é o tema de debate promovido, às 11h desta quinta-feira, no auditório da Pontifícia Universidade Católica (PUC), na Gávea. Idealizador do encontro, o Coletivo Primavera pretende abordar os recentes casos de discriminação, desde o que ocorreu com Tinga, passando pelo árbitro Márcio Chagas, culminando com a banana arremessada no campo em direção ao brasileiro Daniel Alves.

Segundo o coletivo, o objetivo é mapear o problema e discutir eventuais soluções para superação dessa triste realidade. Confira o perfil dos principais palestrantes convidados para o evento, que tem apoio do Diretório Central dos Estudantes (DCE) e Centro Acadêmico de Artes e Ciência da PUC-RJ. A entrada é franca, com início às 11h.

Fato que ocorreu com o jogador Daniel Alves%2C na Espanha%2C será debatido no encontroReprodução Internet

O evento contará com a participação de Maurício Murad, doutor em Sociologia do Desporto e professor adjunto da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) e titular de Sociologia do mestrado da Universidade Salgado de Oliveira. Pesquisador da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e doutor em História Comparada, Ricardo Pinto dos Santos também será um dos palestrantes. 

Primeiro negro do Ministério Público nomeado desembargador do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, Paulo Rangel - que é mestre em Ciências Penais - foi convidado para o encontro. Além de Paulo Cézar Caju, considerado um dos maiores jogadores da década de 70. Ele foi campeão carioca pelo Flamengo, Botafogo e Fluminense, e mundial pela Seleção Brasileira em 1970. 

Você pode gostar