Por paloma.savedra

Rio - O Procon estadual tirou de circulação cinco ônibus da Expresso Real Rio, na madrugada desta sexta-feira, após os fiscais do órgão constatarem falhas nos elevadores para cadeirantes e que não puderam ser consertadas. Além disso, de 60 veículos fiscalizados, 18 apresentaram irregularidades, entre elas, lanterna traseira queimada, bancos soltos ou com infestação e baratas. 

Problemas de acessibilidade impedem ônibus da Expresso Real de circularDivulgação

A vistoria fez parte da operação Roleta Russa do Procon, cujo objetivo é fiscalizar ônibus que são alvo de denúncias da população. A ação desta quinta foi em parceria com o Ministério Público do Rio, que tem procedimento aberto contra a empresa. 

Fiscais encontraram até baratas em bacos dos ônibus da Expresso Real Divulgação

Os fiscais estiveram na garagem do grupo, em Seropédica, e vistoriaram os ônibus antes de saírem. Apenas os cinco veículos foram impedidos de circular, pois não houve solução dos problemas durante a fiscalização. Eles só poderão voltar a funcionar novamente quando as falhas forem consertadas e apresentadas ao órgão. 

Você pode gostar