Por tiago.frederico

Rio - A família do estudante Lucas de Oliveira, de 19 anos, assassinado na madrugada deste sábado, em Olaria, Zona Norte do Rio, com um tiro na garganta, parece não acreditar no que ocorreu. Cíntia, cunhada da vítima, revelou que o rapaz era tranquilo.

“O Lucas era um ótimo filho e muito estudioso”, garantiu. Ela ainda disse que não faz ideia da causa do crime. “Nada disso que está acontecendo faz sentido.”

Segundo informações da Polícia Militar, Lucas voltava com amigos de uma festa da igreja de Santa Rita, na Rua Nossa Senhora das Graças, em Ramos, quando um homem saiu de um carro, um Siena preto, e disparou vários tiros contra ele.

O rapaz foi levado para o Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha, mas chegou morto ao local, de acordo com um comunicado da Secretaria Estadual de Saúde do Rio.

Polícia Civil informou que testemunhas foram ouvidas pela Divisão de Homicídios, e as imagens das câmeras da região, que podem ter registrado a ação, foram solicitadas. Até o fechamento desta edição, não havia informações sobre o enterro do rapaz.

Você pode gostar