Troca de tiros no Complexo do Alemão deixa morador ferido

Policiais da UPP da região foram recebidos por tiros de bandidos da comunidade

Por O Dia

Rio - Um morador do Complexo do Alemão ficou ferido durante troca de tiros entre PMs da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) e bandidos na noite desta terça-feira. O homem, ainda não identificado, morreu na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) por falta de atendimento, o que motivou protesto de moradores locais, que fecharam a Estrada do Itararé.

Três homens com coquetéis molotov pararam o ônibus da linha 629 (Irajá - Saens Peña) na Avenida Ademar Bibiano (antiga Estrada Velha da Pavuna) e incendiaram o veículo na altura do PAM de Del Castilho. No sentido contrário, o coletivo 429-L (Caxias - Engenho da Rainha) também foi parado pelo trio. PMs do 3º BPM (Méier) passaram no local e impediram que o ônibus fosse destruído, apagando o incêndio. Os suspeitos fugiram.

Antes disso, PMs detiveram dois suspeitos com drogas no Areal. Ambos foram encaminhados para a 45ª DP (Alemão).

O clima é tenso na região e motoristas que seguiam pela Estrada do Itararé tiveram que tomar caminhos alternativos. Segundo o Centro de Operações da Prefeitura, a Polícia Militar tem autonomia para fazer interdições em vias da região por ser considerada área de risco. A opção para quem está no local é pegar a Rua Uranus e depois a Rua Ibiapina. 

Na noite de segunda e madrugada de terça-feira, os confrontos entre a polícia e traficantes foram intensos. Moradores enviaram mensagens para o WhatsApp do DIA (98762-9248) com medo dos tiros e se dizendo reféns do risco, sem coragem para sair às ruas. Não houve registro de feridos, porém, durante a madrugada.

Últimas de Rio De Janeiro