Bronca federal

Ministro da Justiça e presidenta Dilma ficam irritados com a Polícia Federal pela passividade no episódio do ônibus da Seleção que foi cercado por manifestantes

Por O Dia

Rio - Foi pra lá de tensa a conversa, terça passada, entre o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, e o superintendente da Polícia Federal no Rio, Roberto Cordeiro. O delegado ouviu pesadas críticas à falha da véspera, quando professores cercaram o ônibus da Seleção: o veículo recebeu várias pancadas.

O ministro deixou claro que ele e Dilma Rousseff ficaram muito irritados com o episódio. A passividade dos policiais foi decisiva para a decisão da presidenta de determinar a presença do Exército na segurança do evento.

Lazer distante
Ao analisar dados do IBGE, o economista Marcelo Paixão descobriu: 48,1% dos chefes de famílias negros afirmaram que, perto de suas casas, não havia opções de lazer e esporte. O percentual cai para 33,2% entre grupos familiares chefiados por brancos.

Estação escola
A Escola Técnica Silva Freire, especializada em transporte ferroviário, vai passar a funcionar em imóvel administrado pela SuperVia, em Deodoro. Fica ao lado do centro de manutenção da concessionária, perto da estação. O acordo será assinado amanhã com a Faetec. 

A opção do Psol
O Psol convoca para o dia 5 ato de solidariedade aos “atingidos pela Copa”, entre eles,“comunidades ameaçadas de remoção”. A lista inclui moradores “de favelas militarizadas”, ou seja, ocupadas. Pelo jeito, o partido acha que o tráfico era menos danoso.

Últimas de Rio De Janeiro