Por thiago.antunes

Rio - Má notícia para Sérgio Cabral: irritado por não ter obtido do PSD o direito de concorrer ao cargo de senador, o deputado estadual Wagner Montes deverá apoiar o amigo Romário (PSB). O ex-craque disputará a vaga no Senado contra o ex-governador.

Montes não dá entrevista sobre o assunto, mas, no fim de semana, esteve com Romário e postou uma foto dos dois no Instagram. A um amigo que perguntou sobre o apoio ao ex-craque, o deputado disse: “Sou amigo dos meus amigos, vou com eles até o fim.”

Fora das conversas

Campeão de votos em 2010, Montes será candidato a deputado federal. Ele também não gostou de ter ficado ausente das negociações com o PMDB. Ronaldo Cezar Coelho (PSD) será o suplente de Cabral.

Petistas faltaram

Dilma Rousseff reclamou da quase absoluta ausência de deputados petistas na inauguração da Transcarioca.

Amigo Paulo

Na cerimônia, a presidenta encheu de elogios o presidente da Assembleia Legislativa, Paulo Melo (PMDB). Foi uma alfinetada no antecessor dele, Jorge Picciani, líder, no partido, da dissidência pró-Aécio Neves (PSDB).

Sim às UPPs

O deputado estadual Marcelo Freixo afirma que a crítica às “favelas militarizadas” não significa que o Psol prefira o tráfico às UPPs. Diz que a reclamação está relacionada ao fato de, nessas áreas, a PM centralizar as decisões relacionadas à vida comuniária.

Gozação

Sábado, numa roda de samba na Rua do Ouvidor, o vocalista botafoguense deu ouvidos a um gaiato e adaptou um clássico de nossa música: “Vem chegando a madrugada, ô/O Flamengo vai caindo.”

Você pode gostar