Por thiago.antunes

Rio - Pezão e o ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante, tiveram um diálogo pouco amistoso ontem. O petista reclamou da grande presença de peemedebistas na festa da chapa ‘Aezão’, que prega o voto em Pezão e em Aécio Neves. A dissidência é liderada pelo presidente do PMDB-RJ, Jorge Picciani.

O governador disse que, antes de reclamar, o PT deveria conter seu pré-candidato ao governo, Lindbergh Farias. Ressaltou que ele, no interior, tem feito críticas pesadas a peemedebistas que estão com Dilma Rousseff.

Penetras

Ao participar da inauguração do BRT Transcarioca, o vereador Junior da Lucinha (PSDB) e os deputados Lucinha (PSDB) e Pedro Paulo (PMDB) desrespeitaram decisão do TRE de ficar longe dessas cerimônias. Para a Justiça, eles têm usado a máquina pública na campanha.

Guerra no Psol

O embate entre o deputado federal Jean Wyllys e os defensores da candidatura do pastor Jefferson Barros promete animar, hoje, a pré-convenção do Psol. Apoiado pela deputada Janira Rocha, o pastor é acusado, por integrantes do partido, de ser contra os gays.

Falta de tempo

O deputado Comte Bittencourt teme que a Assembleia Legislativa não tenha tempo de votar cerca de dez projetos que concedem aumentos reais ao funcionalismo. Pela legislação eleitoral, as mensagens têm que ser aprovadas até o fim do mês. Depois disso só poderão ser concedidos reajustes para repor a inflação.

OAB não aceita OAB

Recém-chegada ao Rio, uma advogada foi transferir seu registro profissional e tomou um susto: a OAB não aceitou sua identidade emitida pela seccional de outro estado. Ela precisou levar outro documento de identificação.

Você pode gostar