Polícia Civil identifica suspeitos de assassinato de PM no Alemão

Policial militar Fábio Gomes da Silva, de 30 anos, levou um tiro na cabeça durante tiroteio na UPP Fazendinha

Por O Dia

Rio - Policiais da 45ª DP (Complexo do Alemão) identificaram os assassinos do policial militar Fabio Gomes da Silva, morto na noite de domingo na comunidade da Fazendinha, no Complexo do Alemão. São eles Igor Quirino Lopes da Silva e Thiago da Silva, vulgo Garni ou Garnizé, ambos de 26 anos.

De acordo com o Delegado Titular da 45ª DP, Felipe Curi, Igor é o principal responsável pelos confrontos no Complexo do Alemão, tendo como função principal a de atuar como “braço” armado do tráfico. Ainda segundo o Delegado, Thiago faz parte do bando de Igor e também atua na “contenção” do tráfico na comunidade.

Os identificados tem antecedentes criminais por tráfico de drogas e associação para o tráfico de drogas, bem como tiveram a prisão preventiva decretada na semana passada, juntamente com outros 15 traficantes, em outro inquérito policial da 45ª DP que apura os confrontos na região.

Eles também tiveram a prisão decretada pela Justiça na noite de hoje pela morte do policial militar Fabio Gomes da Silva.

O policial militar Fábio Gomes da Silva, de 30 anos, morreu às 6h30 no Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha, onde estava internado após levar um tiro na cabeça durante tiroteio na UPP Fazendinha, no Complexo do Alemão, na Zona Norte, na noite deste domingo. Ele deu entrada na unidade de saúde em estado grave. A informação foi confirmada pela Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP) e pela direção do Hospital Getúlio Vargas.

Igor Quirino Lopes da Silva e Thiago da Silva%2C vulgo Garni ou Garnizé%2C suspeitos da morte de PM no AlemãoDivulgação

O soldado Fábio estava há dois anos na PM e faria 31 anos na próxima quinta-feira, dia 26. O policiamento na região segue reforçado nesta manhã por militares de outras UPPs, do Grupamento de Intervenções Táticas (GIT) das UPPs e pelo Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope).

De acordo com a PM, o soldado foi baleado no rosto por um tiro de pistola quando enquanto participava com outros PMs da UPP Fazendinha de um patrulhamento na região conhecida como Beco do Desabamento, por volta das 20h30. A bala ficou alojada na cabeça.

Dois menores também foram mortos, outro foi ferido e um segundo PM baleado em pelo menos dois confrontos na noite deste domingo no Complexo do Alemão. A polícia afirma que os menores têm envolvimento com o tráfico de drogas.

Na localidade do Areal, no Morro do Alemão, dois adolescentes de 16 e 17 anos morreram em confronto com a PM. A polícia diz que eles participavam da quadrilha que ainda atua no Complexo do Alemão. Nas redes sociais, amigos desmentem a informação da PM e afirmam que os jovens não tinham envolvimento com o crime organizado.

No mesmo incidente, um PM da UPP local foi ferido à bala na mão. Um jovem de 17 anos, que estava em uma lan house, foi baleado no ombro. Os dois foram medicados no HGV e liberados.

O caso foi registrao na 45ª DP (Alemão). A polícia investiga se os dois tiroteios estão relacionados.



Últimas de Rio De Janeiro