PM morto no Alemão será sepultado na manhã desta terça em Sulacap

Fábio Gomes da Silva, de 30 anos, morreu enquanto realizava patrulhamento de rotina na Fazendinha. Suspeitos do crime já foram identificados pela Polícia Civil

Por O Dia

Rio - O soldado da Polícia Militar Fábio Gomes da Silva, que morreu na segunda-feira após ser baleado no Complexo do Alemão, será sepultado nesta terça-feira, às 11h, no Cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap. O PM, que faria 31 anos na próxima quinta, era lotado na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Fazendinha e morreu quando no último domingo patrulhava uma localidade conhecida como Beco de Desabamento, na própria Fazendinha e foi atacado por traficantes.

Soldado Fábio foi atingido por um tiro no rosto durante tiroteio no AlemãoReprodução

Os bandidos já foram identificados pelos policiais da 45ªDP (Complexo do Alemão). Igor Quirino Lopes da Silva e Thiago da Silva, vulgo Garni ou Garnizé, ambos de 26 anos, têm antecedentes criminais por tráfico de drogas e associação para o tráfico de drogas, bem como tiveram a prisão preventiva decretada na semana passada, juntamente com outros 15 traficantes, em outro inquérito policial que apura os confrontos na região. Eles também tiveram a prisão decretada pela Justiça na noite de hoje pela morte do PM.

De acordo com o delegado titular da 45ªDP, Felipe Curi, Igor é o principal responsável pelos confrontos no Complexo do Alemão, tendo como função principal a de atuar como “braço” armado do tráfico. Ainda segundo o delegado, Thiago faz parte do bando de Igor e também atua na “contenção” do tráfico na comunidade.

Últimas de Rio De Janeiro