Rua de Austin é campeã em decoração

Moradores da Rua Jaguaré, ganharam o troféu e festejaram vitória sobre Camarões juntos

Por O Dia

Rio - Aos gritos de ‘É campeão!’, moradores da Rua Jaguaré, em Austin, comemoraram com grande festa a entrega do troféu do concurso ‘Ruas da Copa’, promovido pelo DIA e pela Secretaria de Cultura de Nova Iguaçu. Cerca de 100 torcedores sambaram com o grupo Balangandã e festejaram o título de rua mais bonita e melhor decorada. Eles acompanharam a vitória do Brasil num telão que será mantido no local durante os jogos da seleção brasileira no Mundial.

O troféu da grande campeã foi entregue pelo prefeito Nelson Bornier; pelo secretário municipal de Cultura, Wagner D'Almeida; pela editora do Caderno Baixada do , Vanessa Assenoff; e pelo presidente da Fenig, Marcos Ribeiro.

Moradores vibraram com a premiação na Rua Jaguaré%2C em Austin%2C Nova Iguaçu. Para os participantes%2C o mais importante foi a união de vizinhosCacau Fernandes / Agência O Dia

A decoração feita por Atanice de Souza Ferreira, de 34 anos, foi escolhida pelos seis jurados, por unanimidade. Ela vibrou com a premiação e afirmou que vai conquistar o segundo título consecutivo na próxima Copa, em 2018. “Com apenas R$ 1.300 de investimento, fizemos uma grande festa. O mais importante foi a união dos moradores”, disse. A Rua Marco Antônio, em Caiçara, e Travessa Leonor, em Comendador Soares, que ficaram em 2º e 3º lugares, também foram premiados com troféus e ganharam ‘kits torcedor’.

Em Nilópolis, o Parque de Eventos reuniu 1.500 torcedores eufóricos a cada lance do Brasil. O casal Cláudio e Ana Paula Costa saiu de Campo Grande, na Zona Oeste, para vibrar com amigos. “Vamos virar a noite no churrasco. Amanhã (hoje) ninguém trabalha”, decretou o autônomo Cláudio.

Marcos Vinícius Leite, 28, juntou oito amigos para devorar, literalmente, camarões. “Comi o quanto aguentei. É muita emoção”, disse, empolgado. Feliz da vida mesmo estava a vendedora de espetinhos Andréia Alves, 48. Só no primeiro tempo do jogo, ela vendeu mais de 80, a R$ 5 cada.

Em Mesquita, no Paço Municipal, o pedreiro Flávio de Souza, 37, levou a família para ver o jogo no telão. Fizeram piquenique na rua, com cerveja , salgadinhos e frango assado. A cada momento de empolgação, ele abria uma bebida e comia mais um pouco. “Somos farofeiros assumidos, sem medo de ser feliz”, disse.

Últimas de Rio De Janeiro