Por felipe.martins

Rio - Os cálculos, estatísticas e toda sabedoria de futebol na hora de dar os palpites para a Copa do Mundo não adiantaram de nada. Nos bolões de aposta, a frustração com as zebras é unânime e só os que pouco ou nada entendem do esporte conseguem tirar algum proveito da situação.

Na empresa We do Logos, na Barra da Tijuca, o primeiro lugar no ranking de apostas pertence a uma funcionária que mal sabe a formação de grupos no Mundial. “Na hora de marcar os placares eu até perguntei sobre o desempenho de algumas seleções, mas no final chutei tudo”, declara a assistente de marketing Daniele Caldas.

Grupo de apostadores da empresa Flax brinca com resultados. Times apontados como favoritos saíram logoJosé Pedro Monteiro / Agência O Dia

No grupo de 12 apostadores da empresa Flax, no Jacaré, os times apontados como favoritos — Inglaterra e Espanha — já foram eliminados do Mundial. “Todo mundo está decepcionado. Em cada resultado, a frustração só aumenta. Eu, que sempre gostei de futebol, não estou entendendo nada desta Copa”, lamenta o gerente de vendas Márcio Chianello. Na brincadeira de lá, eles também tiveram que apontar quem seria a zebra da competição. “Nesta categoria a maioria se ferrou. Eu coloquei a Colômbia como zebra e ela já está classificada”, completa.

Funcionário da Petrobras, o técnico de operações Heryk Vaz, teve que dar o palpite sobre o artilheiro da Copa. Até agora, o desempenho do escolhido não convenceu. “Disse que o Fred seria o goleador, mas até o momento, ele só fez um gol. Esta Copa está mesmo imprevisível”, dispara Heryk, que está em vigésimo lugar no bolão com 40 pessoas.

No aplicativo especializado em apostas, o Palpiteiros, com 240 mil usuários e mais de 5 mil bolões online, a Costa Rica é apontada como a grande zebra. No confronto com Uruguai, 2% acreditavam na vitória da seleção costarriquenha, que ganhou de 3 a 1.

Você pode gostar