Por felipe.martins

Rio - Depois de 15 dias ininterruptos de jogos, um grupo de estrangeiros aproveitou a pausa de ontem na Copa para passar de espectador a protagonista. Foram ao Morro Dona Marta, em Botafogo, para disputar uma pelada contra o time ‘da casa’.

A partida foi combinada entre o professor de futebol José Luiz de Oliveira e o guia turístico holandes Mark Koelen. Antes de tomar uma goleada de 7 a 2 dos brasileiros, o engenheiro sueco Vinit Malhotra, 32, parecia confiante. “Jogo pelo menos uma vez por semana na Índia, onde moro atualmente. Estou preparado para essa partida”, contou Vinit.

No campo da favela Dona Marta%2C pelada entre gringos e locaisEstefan Radovicz / Agência O Dia

Já é a terceira partida que o guia Mark e o treinador José Luiz promovem. Das outras vezes vieram ingleses e, antes, mexicanos. Ontem, a maioria era de australianos.

O treinador José Luiz, comentou a interação entre as nacionalidades. “Alguns meninos já estão até arranhando o inglês. Mas a maior lição é viver em comunhão”, acredita. Além da pelada, o guia apresentou a favela e, no final da tarde, rolou churrasco e cerveja.

Você pode gostar