Mãe de criança abandonada em caixote é encontrada morta

Restos mortais de Silvana Alves de Souza estavam próximos ao local onde o filho dela foi abandonado

Por O Dia

Rio - Policiais da 71ª DP (Itaboraí) encontraram neste domingo um corpo que pode ser de Silvana Alves de Souza, de 19 anos. Silvana teria abandonado o filho, de um ano, em um caixote às margens da Rodovia BR-101, no bairro Sambaetiba, no município de Itaboraí, na última quarta-feira.

Corpo de Silvana Alves de Souza estava em forte estado de decomposiçãoarquivo pessoal

O corpo estava em forte estado de decomposição e perto do local onde a criança foi encontrada. Paulo Cesar Serafim de Souza, de 47 anos, pai de Silvana, reconheceu a sandália e uma pulseira da filha. "Pela experiência nestes casos e pelo fato de o pai ter reconhecido objetos da filha presume-se que realmente o corpo seja da Silvana. Além disso, ainda tem a proximidade com o local onde o menino foi deixado", disse o delegado titular da 71ª DP, Oscar Sá Alves.

No entanto, o delegado afirma que vai aguardar o laudo da perícia para saber se o cadáver era realmente da mãe da criança. A causa da morte também só será conhecida após o resultado do IML, que fica pronto em 15 dias. "A forma que ela morreu só com o IML que podemos descobrir. Pode ter sido pancada, envenenada, tiros e outras tantas formas", detalhou o delegado Oscar Sá Alves.

Na última sexta, o bebê seguia internado no Hospital Desembargador Leal Júnior, em Itaboraí, e passava bem. Filipe Neves Glória, de 26 anos, pai da criança, prestou depoimento e disse que pretende ficar com o filho.

O menino de aproximadamente um ano foi encontrado por policiais militares do 35ºBPM (Itaboraí)Divulgação

Criança abandonada em caixote

Policiais do 35ºBPM (Itaboraí) receberam na noite de quarta-feira uma denúncia por telefone, de que uma criança se encontrava num caixote de madeira, nas margens da BR-101, em Itaboraí, na Região Metropolitana. No local, próximo a um posto de combustível na altura da Estrada Eugênio Costa, os PMs encontraram um menino de aproximadamente um ano.

De acordo com a assessoria da PM, a criança foi encaminhada para exames médicos e recebeu apoio psicológico. O Conselho Tutelar foi acionado e policiais da 71ªDP (Itaboraí), onde o caso foi registrado, realizaram nesta quinta uma busca pela região a fim de descobrir quem são os responsáveis pelo menino.


Últimas de Rio De Janeiro