Vitória do protetor solar sobre o sombrero

Mexicanos gritaram até o fim do 2º tempo, quando avermelhados holandeses festejaram a virada

Por adriano.araujo , adriano.araujo

Rio - O calor castigou os torcedores que acompanharam neste domingo Holanda x México na Fan Fest, na Praia de Copacabana. Alguns tiveram queda de pressão e foram atendidos no posto de saúde montado no local. O sol forte não diminuiu a alegria dos holandeses, que nos minutos finais comemoraram a passagem para a nova fase.

Sob 27 graus centígrados, mas com sensação térmica bem maior, os torcedores — principalmente os holandeses — sofreram. O cheiro de protetor solar era forte. Os holandeses já estavam com a pele avermelhada, enquanto muito mexicanos usavam o tradicional sombrero.

Mesmo sob sol forte%2C holandeses não arredaram pé da areia%2C lançaram mão de água e protetor solar%3A beleza e simpatia chamaram atençãoFernando Souza / Agência O Dia

Entre os casos verificados, estavam os de duas mulheres que desmaiaram e foram socorridas no posto. Mas não eram holandesas nem mexicanas. Ambas eram brasileiras.

Durante a partida, muitos trocaram a cerveja pela água. Garrafas de plástico eram vistas nas mãos ou estavam espalhadas pelas areias, apesar de haver algumas lixeiras no local, no meio das torcidas.

SAIAS E SHORTINHOS

Copacabana ficou ainda mais quente, mas por motivo bem melhor. Grupos formados somente por mulheres holandesas chamavam a atenção dos homens. Usando saias e shorts curtos, quase sempre na cor laranja, fizeram a alegria dos marmanjos e deram um show de simpatia.

Além da temperatura e das holandesas, a emoção durante o jogo também era alta. Camisas de diferentes seleções eram vistas na partida transmitida na orla de Copacabana, mas o verde do México prevaleceu, assim como a descontração de sua torcida.

Muito animada%2C a torcida mexicana foi embora parecendo não acreditar na vitória da seleção rival%3B alguns torcedores foram às lágrimasFernando Souza / Agência O Dia

Os mexicanos comemoravam e sempre puxavam o coro quando a seleção dirigida por Miguel Herrera atacava. Isso durou até os 42 minutos do segundo tempo, quando a situação mudou radicalmente e os holandeses, que até então assistiam ao jogo calados, comemoraram a virada festejando e rindo muito.

Parecendo surpresos, os europeus pulavam eufóricos. A maior parte dos brasileiros da praia não comemorou a vitória daquela uma das principais seleções do Mundial. Já os mexicanos, sem acreditar no que aconteceu, foram embora.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia