Bando sequestra família de bancária

Grupo saiu do Sul Fluminense até a Baixada, mas não conseguiu resgate

Por O Dia

Rio - A mãe, duas filhas e a funcionária de uma gerente de banco foram feitas reféns, na segunda de manhã, por cerca de duas horas e 20 minutos, entre Resende, no Sul Fluminense, e Belford Roxo, na Baixada. O bando, composto por sete criminosos, não conseguiu o resgate e libertou as vítimas, que escaparam ilesas. Investigadores buscam imagens de câmeras de segurança que possam ter registrado a ação e devem ouvir até quinta-feira a mãe da bancária e a babá das crianças.

“O bando deu um celular para a gerente e a mandou trabalhar normalmente. Ameaçaram a família dela, mas não houve agressão física. Acredito que o grupo é da Baixada, mas pelo menos um era de Resende”, afirmou o delegado-adjunto da 89ª DP (Resende), Rodrigo Coelho.

Segundo a polícia, por volta das 7h30, a quadrilha invadiu a casa da família, em Resende, no momento em que a babá chegava para o trabalho. Além dela, a mãe e as duas filhas da gerente, de 1 ano e 6 anos, foram levadas no carro da família até Belford Roxo, a 136 quilômetros da casa. A gerente trabalha no Itaú no bairro Alegria, em Resende.

O delegado contou que o setor de segurança do banco entrou em contato com a Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), que acionou a delegacia de Resende, que montou esquema de segurança em frente à agência. Quando perceberam que não conseguiriam o resgate, os criminosos abandonaram os reféns perto da Prefeitura de Belford Roxo e roubaram outro veículo para fugir.

Últimas de Rio De Janeiro