Cariocas estão divididos na torcida por Argentina ou Suíça

Muitos querem disputa entre Neymar e Messi na final; outros se preparam para secar hermanos

Por O Dia

Rio - A confiança é o sobrenome dos argentinos nesta terça-feira. Acreditando na vitória contra a Suíça na primeira partida do dia, os hermanos já fazem planos para a próxima fase e sonham com a final entre Brasil e Argentina. Alguns brasileiros prometem fazer coro na torcida ao lado dos argentinos, mas muitos afirmam que vão secar o tradicional rival para ver os fãs de Messi fora da Copa.

Um dia antes do duelo contra a Suíça, a partida já era classificada pelos hermanos como ‘pan comido’, o que em português significa “muito fácil” ou ‘mamão com açúcar’. “Vai ser 3 a 0 Argentina. Os jogadores da Suíça não chegam aos nossos pés”, arriscou o argentino Maximiliano Uhayn, de 25 anos, que ontem circulava pela Praia de Copacabana a procura de rostos para pintura. “Me divirto e ainda ganho dinheiro”, completou.

Confiante em Lionel Messi, um grupo de amigos argentinos fez uma promessa de que só irá embora do Rio quando a tão sonhada final com o Brasil acontecer. “Se não tiver essa partida, vamos virar brasileiros. Esqueceremos da Argentina e vamos passar a viver no Rio para sempre”, brincou Luiz Hemera, 28, que já definiu o amuleto da sorte do grupo: a peruca azul e branca. “Ela sempre nos acompanha e nunca falha”, afirma.

Grupo de argentinos chamou atenção pelas perucas nas cores da bandeira do país%2C um amuleto da sorte segundo eles%2C que ficam no Rio até a finalMaíra Coelho / Agência O Dia

Se depender da torcida do técnico do União Futebol Clube, João Luiz Araújo, a Argentina será a vitoriosa do duelo de hoje. “Vou torcer por eles porque quero uma final entre brasileiros e argentinos. Já imaginaram ter Neymar e Messi em campo? Acho que todos que gostam de um bom futebol esperam por isso”, declarou o técnico do time do Complexo do Alemão.

Mas há brasileiros que nem sonham com a hipótese de uma disputa entre Brasil e Argentina e, por isso, vão vestir a camisa da Suíça nesta terça. “Já era para a Argentina ter saído. Meu coração não aguentaria uma final com ela”, entregou o engenheiro Luiz de Lima, 45. “A torcida deles dá medo. Nem penso em enfrentá-los”, afirmou o vendedor Felipe Rosa, 28.

Suíços torcem com brinde

Enquanto argentinos prometem tomar o Rio com sua torcida hoje, a concentração de suíços para assistir a partida será em um local com a cara do país: o Baixo Suíça, no Palaphita Kitch, na Lagoa. O espaço oferece comidas e bebidas típicas, além de show com bandas “locais”, como a Manissadu, que tocará nos intervalos do jogo.

O cenário suíço no quiosque tem sido uma atração à parte, em uma ambientação que retrata fielmente o país, com direito a trenós gigantes e até bola de neve.

Quem for assistir ao jogo de hoje (entrada grátis) poderá concorrer a diversos brindes que serão sorteados. Entre os mimos, chocolates Lindt, ingressos para jogos e até uma passagem para Suíça com tudo pago.

Últimas de Rio De Janeiro