Operação descarta 70kg de alimentos impróprios na Cobal do Humaitá

Dos 21 estabelecimentos vistoriados, 12 apresentaram algum tipo de irregularidade e serão multados

Por O Dia

Rio - A Secretaria de Estado de Proteção e Defesa do Consumidor (Seprocon), prosseguiu nesta segunda-feira com a Operação Camisa 10. Desta vez, os agentes fiscalizaram o comércio variado da Cobal do Humaitá. Dos 21 estabelecimentos vistoriados, 12 apresentaram algum tipo de irregularidade e serão multados. No total, foram inutilizados quase 70kg de alimentos impróprios para consumo.

Mais de 70Kg de alimentos foram descartados na Operação Camisa 10Divulgação


Apenas na loja Farinha Pura, a fiscalização descartou mais de 20kg e 500g de frios e queijos impróprios para consumo. Pastas de diversos sabores estavam com a validade estendida, acima do prazo previsto pela Anvisa. Na câmara frigorífica, foram encontradas duas caixas de produtos armazenadas em contato direto com o chão.

Outro caso de relevância foi encontrado no Restaurante do Mercado, onde foram recolhidos e inutilizados 5kg e 300g de carne moída mal acondicionados e 6kg e 300g de camarão, linguiça e queijo minas sem informações sobre a data de validade. O estabelecimento foi flagrado esfriando panelas de arroz, feijão, macarrão e carne em contato direto com o chão da cozinha. Embalagens de outros produtos como requeijão, refrigerantes e molho shoyo, também estavam armazenadas no chão. Os fiscais encontraram, ainda, azulejos quebrados, lixeira e ralo sem tampas, além de péssimas condições de higiene e limpeza. Por isso, ficou determinado um prazo de 15 dias para que o estabelecimento solucione os problemas sob pena de interdição.

Nove estabelecimentos foram aprovados pela fiscalização, são eles: Joaquina Bar e Restaurante, Antiga Mercearia e Bar, Manekineko, Pizza Park Spaghetteria, Galeto Mania, Mosaico, Natu Rio, Empório Orgânico e Foto Formato.

Últimas de Rio De Janeiro