Policiais investigam morte de estrangeiro no Vidigal

O iraniano naturalizado sueco Millad Mille Hosseini foi encontrado morto no último sábado, num hostel da comunidade da Zona Sul. Hipótese de latrocínio está praticamente descartada

Por O Dia

Rio - Policiais investigam a morte do iraniano naturalizado sueco Millad Mille Hosseini Ballai, de 34 anos, que aconteceu no último sábado, no Morro do Vidigal, na Zona Sul. A Divisão de Homicídios descarta a possibilidade de latrocínio (roubo seguido de morte), já que nada foi levado do hostel Casa Alto Vidigal, local onde o estrangeiro era sócio e foi encontrado por um funcionário. Segundo a assessoria da Polícia Civil, a perícia foi realizada no local e os agentes estão buscando testemunhas que possam auxiliar na identificação da autoria do crime.

O corpo de Millad Mille ainda está no Instituto Médico Legal aguardando a chegada de parentes da suécia que providenciarão o translado. O sueco, que estava no Brasil há um ano, tinha uma lesão na cabeça, o que teria causado sua morte, e arranhões pelo corpo.

O hostel está fechado, e toda a sua programação para os próximos dias foi cancelada. Pela localização, com uma das vistas mais bonitas do morro, o hostel vinha sendo alvo de especulação imobiliária.

Últimas de Rio De Janeiro