Equatoriano que sofreu queda no Galeão tinha sinais de embriaguez

Turista foi internado em estado grave no Hospital Municipal Souza Aguiar após sofrer traumatismo craniano

Por O Dia

Rio - Ainda é grave o estado de saúde do turista equatoriano José Benjamin Laoiza Paladine, de 39 anos, que sofreu uma queda de aproximadamente dez metros de altura do terceiro para o segundo andar, do Terminal 1 do Aeroporto Internacional do Galeão, no último domingo. O turista foi internado em estado grave no Hospital Municipal Souza Aguiar após sofrer traumatismo craniano.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, Pladine foi internado com trauma no crânio e na face, além de fraturas nos braços. Ele foi submetido à cirurgia pela manhã e à noite seguia internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) em estado estável.

José Benjamin caiu uma hora antes do seu voo. Segundo a Infraero, a área é restrita e fica sempre fechada; o turista teria arrombado a porta. De acordo com o depoimento de um policial militar que foi chamado por funcionários da Infraero para convencer o estrangeiro a deixar o local, o turista demonstrava sinais de embriaguez.

De acordo com a Polícia Civil, as imagens feitas pelas câmeras de segurança do aeroporto ainda serão analisadas para esclarecer os fatos.

Outros Casos

Não é o primeiro registro de acidentes deste tipo no Galeão. Em janeiro deste ano, a argentina Camila Palacios, de 3 anos, caiu de uma altura de 5 metros ao passar por um vão entre a escada rolante e o guarda-corpo, no Terminal 2. Camila sobreviveu, mas os pais da menina deverão processar a Infraero.

Últimas de Rio De Janeiro