Projeto de BRT terá alteração na Barra

De acordo com a Secretaria Municipal de Obras, a mudança ocorreu a pedido de associação de moradores

Por O Dia

Rio - O prefeito Eduardo Paes publicou decreto nesta quinta-feira, no Diário Oficial, suspendendo as desapropriações que ocorreriam na Barra da Tijuca para a implantação do Terminal BRT Jardim Oceânico. Com isso, o projeto de mobilidade para o lugar sofrerá alterações. O município estuda, agora, construir estação de embarque de passageiros de metrô na parte de baixo, e de BRT, no andar de cima. De acordo com a Secretaria Municipal de Obras, a mudança ocorreu a pedido de associação de moradores.

“O pessoal não queria o terminal, e nosso questionamento está sendo atendido. Apresentamos novo projeto ao prefeito, mais lógico e racional. Ele ia fazer um grande terminal na região, e sugerimos que fosse apenas uma estação do BRT sobreposta ao metrô, ainda mais que há o projeto de levar o metrô até o Recreio”, afirmou o presidente da Câmara Comunitária da Barra da Tijuca, Delair Dumbrosck.

Com as novas definições, não será necessário executar desapropriações na Avenida Nuta James. Dois dos lotes ‘poupados’ pelo decreto são da construtora Carvalho Hosken. A medida pôs fim a um outro problema: a empresa tinha entrado com liminar na Justiça para impedir que a indenização das desapropriações fossem pagas aos moradores que estão ocupando o terreno, já que eles não teriam a titularidade.

Últimas de Rio De Janeiro