Turistas do exterior pagam por companhia

Amigos de aluguel ganham em torno de R$ 500 por dia mostrando os bons detalhes do Rio a estrangeiros

Por felipe.martins , felipe.martins

Rio - Laís Gonçalves tem 38 anos, é advogada, mora na Glória, e, nas horas vagas, é amiga de aluguel, que cobra até 250 dólares (R$ 552) por dia para levar turistas estrangeiros para conhecer pontos turísticos e outros cantos da cidade. A atividade, segundo Danielle Cunha, 27 anos, diretora executiva do site rentalocalfriend.com (alugue um amigo local), criado pela publicitária Alice Moura e que organiza contatos entre visitantes e guias amigos, cresceu 200% desde o início da Copa do Mundo, que já recebeu 600 mil gringos nas 12 cidades sedes. Só no Rio, há pelo menos 100 amigos de aluguel trabalhando.

“Em um ano, acompanhei cerca de 50 pessoas, de várias nacionalidades, entre elas, americanas, belgas, alemãs, francesas e indianas. Além de ganhar um bom dinheiro e novos amigos, estou sempre conhecendo outras culturas e aperfeiçoando idiomas”, afirma Laís. Ela ressalta que já conheceu outros 20 países. Cantadas, de acordo com ela, são recorrentes. “Mas sempre deixo claro que meu objetivo é mostrar o que há de bom no Rio e nunca relacionamento amoroso.”

Laís Gonçalves tem 38 anos%2C é advogada%2C mora na Glória%2C e%2C nas horas vagas%2C é amiga de aluguel%2C que cobra até 250 dólares (R%24 552) por dia para levar turistas estrangeiroDivulgação

O radialista Natto Bretas, 39, de Niterói, é amigo de aluguel de visitantes nacionais e internacionais no Rio há sete anos. Ele cobra R$ 400 por duas horas de companhia. “Minha clientela é de classe média alta. Despesas com restaurantes, teatros, cinemas, e entradas em festas, são por conta deles”, observa Natto. O publicitário José Helu, 38, de Copacabana, diz que tem, em média, 15 clientes por mês, 80% deles do exterior.

Danielle afirma que pelo site Rent a Local Friend é possível ver o perfil e observar gostos em comum para conhecer lugares. “Afinidades tornam passeios mais agradáveis. O site faz a ponte e sugere preço mínimo (R$ 331 a cada quatro horas)”, detalha.

Para se tornar um amigo de aluguel é preciso ser comunicativo, conhecer bem o lugar e sua cultura, falar pelo menos uma língua estrangeira e estar antenado com programas culturais. A página rentalocalfriend.com tem três mil estrangeiros inscritos e 700 amigos locais. O site fica com 30% e cobra anuidade de US$ 100 (R$ 220) dos cadastrados, que têm seguro básico contra roubos. No Rio, Cristo

Redentor, Pão de Açúcar, Maracanã, além de favelas, museus, festas e bares do Centro e subúrbio, são os programas mais solicitados. Brasileiros, americanos, ingleses, alemães e portugueses são os que mais procuram o site.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia