Uma competição com a Colômbia, fora do futebol

Na comparação bem humorada com o Brasil, país ‘hermano’ leva a pior em quesitos como música, gastronomia e bebida

Por O Dia

Rio - O brasileiro que estiver instatisfeito com o futebol apresentado pela Seleção nesta Copa do Mundo e preocupado com o jogo de hoje, contra a Colômbia, pode ficar tranquilo. O DIA foi às ruas e ouviu uma série de torcedores que listaram diversas razões para acreditar na vitória do Brasil.

“Somos o país do Pelé, do Maracanã e do Fla-Flu. Eles são de quem? De um camisa 10 que ninguém nunca tinha ouvido falar”, brinca o depilador Gabriel Ferraz, torcedor do Flamengo e fã do goleiro Júlio Cesar. “O Brasil dá de 10 a 0 em qualquer assunto. Quem é melhor: Ivete ou Shakira? É claro que a Veveta”.

Torcedores brasileiros exaltam Ivete Sangalo%2C o teleférico e a caipirinhaArte O Dia

O chef Bruno Magalhães, dono do Botero, bar que leva o nome do famoso pintor colombiano, cita a nossa incomparável caipirinha como prova de superioridade extra-campo.

“Se fosse o Chile ou a Argentina, a gente ainda poderia falar em vinho. Mas Colômbia? O que eles têm de bom? Chá de coca?”, faz piada Magalhães, referindo-se à bebida tradicional no país dos adversários de hoje.

Morador do Complexo do Alemão, o motoboy Luiz Filipe Paronço brinca com o novo ponto turístico da sua comunidade, inspirado no modelo adotado na Colômbia mas, segundo ele, aperfeiçoado no Brasil.

“Fiquei sabendo que esse teleférico veio lá de Medellín, mas é ruim de ser como o nosso. Aposto o dinheiro que for que o do Alemão é mais maneiro”, comparou. Filho de japoneses, o ciclista Samuca Kobaiashi apela para a gastronomia na hora de medir o poder de fogo dos dois países.“Eles vêm de guacamole e a gente, de feijoada. É sério que alguém quer comparar Brasil com Colômbia?”, provoca o nipobrazuca.

Os colombianos que vieram ao Brasil assistir à Copa, como o músico Lívio Paes, entraram na brincadeira e devolveram a provocação aos brasileiros. “Vai doer mais andar de teleférico com a cara cheia de caipirinha. Vamos mostrar que os brasileiros são bons apenas na soberba”, disse.

Últimas de Rio De Janeiro