Por felipe.martins

Rio - A irreverência deu o tom aos momentos que antecederam a vitória da Alemanha sobre a França, por 1 a 0, na sexta-feira à tarde, no Maracanã. Torcedores dos dois países capricharam no visual e coloriram o entorno do estádio. Porém, tão grande quanto a expectativa pelo jogo, era a tensão de quem circulava pela região. Roubos e cambistas que agiam próximos à estação de metrô do Maracanã deram trabalho a policiais militares responsáveis pela segurança no entorno do estádio.

Em bar no Leme%2C flamenguistas ‘engrossaram’ a torcida alemã%2C que retribuiu cantando hino do clubeMaira Coelho / Agência O Dia

Logo após o início da partida, uma suspeita, não confirmada, de bomba no interior da estação chegou a interditar a Av. Radial Oeste por 20 minutos. O Esquadrão Antibombas da Polícia Federal foi acionado para checar se uma garrafa metálica, ao lado de uma lixeira, representava perigo iminente. Após examinar o material, constatou-se que não se tratava de uma bomba. Passageiros amedrontados tiveram que aguardar a conclusão do trabalho dentro da estação.

Mas também houve espaço para descontração e euforia. Vestido a caráter, um grupo de alemães virou atração e divertiu quem passava, com seus desajeitados passos de samba. “Copa do Mundo é alegria. Sairei daqui sabendo sambar e com o tetra! Hoje, a Alemanha vencerá por 1 a 0”, profetizou Andreas Erbel, 46. Dito e feito.

Em um bar no Leme, a presença de flamenguistas ‘engrossou’ a torcida alemã, em evento patrocinado pelo consulado. O apoio conseguido após a seleção germânica ter homenageado o time da Gávea em sua segunda camisa foi recompensado: ao término do jogo, os alemães chegaram a cantar o hino do time carioca em português.

Você pode gostar