Em nove dias, mês de julho tem 10 policiais baleados no Estado do Rio

Com isso, chega a 157 o número de policiais baleados no Estado do Rio, somente de janeiro a hoje

Por leonardo.rocha

Rio - No intervalo de doze horas, três policiais militares foram baleados no Estado do Rio. O primeiro foi o soldado Estevão, da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Arará/Mandela, atingido no rosto durante ataque de criminosos da facção Comando Vermelho (CV) que controlam o tráfico de drogas na Favela do Mandela, no Complexo de Manguinhos, em Bonsucesso, na Zona Norte do Rio, na noite da última terça-feira. Momentos antes, outros três PMs lotados na mesma UPP já haviam ficado feridos ao serem alvejados por pedras.

De acordo com a corporação, os policiais realizavam patrulhamento de rotina na localidade conhecida como Mandela II quando abordaram um suspeito que reagiu à abordagem e incitou a população local. Os moradores hostilizaram os agentes atirando objetos contra eles. Três policiais sofreram ferimentos leves e duas pessoas foram detidas. Em seguida, criminosos armados efetuaram disparos contra uma outra equipe, que reagiu.

Na ação, o soldado foi atingido por um disparo no rosto. Socorrido e levado para o Hospital Geral de Bonsucesso, o PM – que permanece internado em observação – corre o risco de perder a mandíbula. Os casos foram registrados na 21ª DP (Bonsucesso).

Quase no mesmo horário, o subtenente Edmilson Serafim Busson, lotado na 7ª Unidade de Polícia Ambiental Marítima (UPAM), chegava para assumir serviço pelo Programa Estadual de Integração na Segurança (Proeis) em uma escola localizada no bairro Sacramento, em São Gonçalo, juntamente com o soldado De Souza quando foram abordados por assaltantes. Eles reagiram e um dos bandidos chegou a ser baleado, mas conseguiu fugir. O subtenente foi atingido no braço. Socorrido, ele foi levado para o Hospital da Polícia Militar de Niterói (HPM-Nit), onde foi submetido a uma cirurgia.

Já na manhã de ontem, o soldado Anderson Carolino de Amorim, lotado na UPP do Jacarezinho, foi abordado por três homens que tentaram roubar seu carro, próximo à passarela do bairro Apolo, em Itaboraí. Ele reagiu e acabou atingido por um tiro que perfurou seu fígado. O PM foi encaminhado para o Hospital Municipal Leal Júnior, onde passou por cirurgia, e seu estado de saúde é considerado estável.

Com isso, chega a 157 o número de policiais baleados no Estado do Rio, somente de janeiro a hoje. No total, 4 eram policiais civis - sendo 1 aposentado - e 153 eram PMs - sendo que 8 eram reformados, 1 era recruta e 2 eram oficiais. Do total de policiais na ativa, 56 estavam de folga e 92 estavam de serviço. Destes, 42 morreram.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia