Derrota pouca é bobagem: Brasil perde terceiro lugar na Copa

Torcedor pensou que estava acostumado com o amargo, mas sofreu com resultado de novo

Por O Dia

Rio - Com dez gols sofridos em apenas dois jogos, o Brasil deu adeus à Copa do Mundo e ao sonho de levantar a taça em casa, como país anfitrião. Numa última esperança de conquistar o terceiro lugar contra a Holanda, torcedores lotaram a arena Fifa Fan Fest, em Copacabana.

Os gols da Holanda calaram o grupo que, diante do telão, nem parecia de torcedores, mas de pessoas recebendo péssima notícia. Com a derrota, indignação e revolta tomaram conta dos que assistiram ao jogo juntosSaulo Stefano / Agência O Dia


Não demorou muito para a torcida se irritar com o comportamento da seleção brasileira. “É muita desorganização em campo”, criticou Cecília Cavalcante, 38 anos.

O argentino Frederico Golzio até tentou torcer pelo Brasil, mas acabou desistindo no terceiro gol dos holandeses. A saída foi pensar na grande decisão de hoje, às 16h, no Maracanã. “Para nós, argentinos, chegar a uma final é uma grande alegria, independentemente do resultado. É o nosso país no topo do futebol”, disse a hermana Carolina Reina, que arriscou um placar de 2 a 1 sobre a rival Alemanha.

Em minoria, os holandeses fizeram a festa na arena e ficaram surpresos com a facilidade da vitória. “Na última Copa, quando a Holanda eliminou o Brasil nas quartas de final, a seleção brasileira era mais temida. Hoje foi muito fácil”, comemorou a holandesa Maud Boks, de 17 anos, que chegou ao Brasil com duas amigas, depois de um tour pela América do Sul.

Do outro lado do túnel, na Zona Norte, organizadores da tradicional festa do Alzirão e comerciantes da área pareciam prever mais um fiasco que viria pela frente. Decidiram não apostar na performance da Seleção, e o Alzirão ficou deserto.

O aparato de um dos pontos de encontro preferidos dos torcedores nem sequer foi montado, e bares nem se prepararam com estoque de comida e bebida. Cerca de 50 torcedores que acreditaram em um bom resultado viram a derrota por um telão, com pouca cerveja e barriga vazia. “Foi mais uma vergonha para o Brasil. Jogaram sem raça, sem vontade. A sensação é que entraram em campo só porque foram obrigados”, lamentou o profissional de Marketing Alexander Cardoso, de 37 anos.

SEM ÂNIMO

Torcida menor e conformada

A torcida brasileira foi menor nas ruas do que nos jogos anteriores e apostou pouco no verde e amarelo. Pequenos grupos se reuniram para assistir à partida contra a Holanda. Carros continuaram a circular, e grande parte do Rio manteve suas atividades normais às 17h, hora do início da decisão pelo terceiro lugar. 

A família da aposentada Suely Rosa se reuniu para assistir à disputa, mas não se surpreendeu com a derrota. “Já estávamos esperando pelo fracasso da Seleção. Os jogadores estavam apáticos em campo. Depois do primeiro jogo, parecia que eles queriam sentar em campo”, disse Suely.

Mesmo com a derrota, milhares de pessoas curtiram a noite com shows de Anitta e Mc Marcinho na arena da Fifa Fan Fest. Os torcedores foram cobertos por uma imensa bandeira que trazia uma mensagem de despedida em tom de saudade: “Rio Loves You - See You Soon (O Rio ama vocês. Vemos vocês em breve).”

Últimas de Rio De Janeiro