Presidenta Dilma almoça com chefes de Estado no Palácio Guanabara

Autoridades seguem para o Maracanã após encontro

Por O Dia

Rio - O clima é de tranquilidade ao redor do Palácio Guanabara, em Laranjeiras, Zona Sul do Rio, onde a presidenta Dilma Rousseff almoçou com alguns chefes de Estado, no início da tarde deste domingo. O almoço começou por volta de 12h e as autoridades já seguiram para o Maracanã, palco da final da Copa do Mundo.

Rua Pinheiro Machado é interditada para encontros de chefes de Estado

Palácio Guanabara tem segurança reforçada para almoço entre chefes de estadoSaulo Stéfano/Agência O Dia

Dilma ficou sentada entre o presidente da Rússia, Vladimir Putin, e Jacob Zuma, presidente da África do Sul. Já a chanceler da Alemanha Angela Merkel ficou ao lado do governador do Rio Luiz Fernando Pezão.

No almoço foi servido um carpaccio de pupunha com vinagrete de pequi de entrada. Como prato principal, os presentes optaram por filé mignon com queijo coalho e carne seca ou robalo. Também foi oferecida uma massa recheada com queijo minas e como sobremesa foram servidos diversos doces e frutas brasileiros.

Moradora aproveita rua interditada para andar de skateSaulo Stefano / Agência O Dia

Participam do encontro a chanceler Angela Merkel (Alemanha), os presidentes Joachim Gauck (Alemanha), Vladimir Putin (Rússia), Ali Bongo Odimba (Gabão), Jacob Zuma (África do Sul) e os primeiros-ministros Viktor Orbán (Hungria) e Kamla Persad-Bissessar (Trinidad e Tobago). A única ausência registrada foi a do presidente da Ucrânia. 

Antes do almoço, por volta de 11h30, Vladimir Putin e Angela Merkel tiveram uma longa conversa separadamente do grupo sobre a Ucrânia. De acordo com o canal internacional de notícias RT, eles concordaram que a crise ucraniana está piorando e que precisam retomar o trabalho sobre a Ucrânia com o grupo de contato internacional. Os líderes acreditam na necessidade imediata de um cessar-fogo, além dá troca de prisioneiros entre as duas partes.

A Rua Pinheiro Machado está interditada nos dois sentidos, assim como outras ruas no entorno do palácio, e sob forte esquema de segurança. Mais cedo, alguns moradores da região tiveram problemas para circular à pé pela área, mas logo foi resolvido. A polícia continua no local mesmo após a saída de todas as autoridades.

Últimas de Rio De Janeiro