Eduardo Paes recebe R$ 130 milhões para a construção de Clínicas da Família

De acordo com o prefeito Eduardo Paes até 2016, 70% da população carioca será atendida pelas clínicas

Por O Dia

Rio - O prefeito Eduardo Paes recebeu nesta segunda-feira do presidente da Câmara Municipal do Rio de Janeiro, Jorge Felippe e dos vereadores do município a doação de R$ 130 milhões da Câmara Municipal numa solenidade no Palácio da Cidade. Os recursos serão utilizados na construção de novas Clínicas da Família.

Recursos serão utilizados na construção de novas Clínicas da FamíliaReprodução


O presidente da Câmara Jorge Felippe lembrou que os R$ 130 milhões são oriundos do Fundo Especial da Câmara, criado em 2010. “Esses recursos são economias feitas pela Câmara Municipal e que demonstra o respeito ao dinheiro público. E por unanimidade, todos os vereadores concordaram que essa economia deveria ser usada na melhoria de vida da população”, afirmou o presidente.

A prefeitura do Rio de Janeiro está investindo na Atenção Básica de Saúde, e de acordo com o prefeito Eduardo Paes até 2016, 70% da população carioca será atendida pelas Clínicas da Família. “Agradeço aos vereadores que estão colaborando para ampliar o programa de saúde do município. Com esses recursos, vamos licitar para construir mais 62 novas clínicas da família. Mais pessoas terão acesso ao pré-natal, vacinação entre outros serviços que as Clínicas da Família oferecem para a população. Essa atitude demonstra o compromisso que a Câmara, em nome do presidente Jorge Felippe, tem com os recursos públicos”, disse.

Para o secretário municipal de saúde, Daniel Soranz, é fundamental que a Atenção Básica do sistema público de saúde funcione plenamente. “Se a Atenção Básica não funciona, sobrecarrega os hospitais e a população acaba tendo serviços com baixa qualidade. Durante muito tempo o município negligenciou o sistema básico de saúde. Desde 2009, estamos construindo para um sistema de saúde muito próximo do que a gente deseja”, afirmou o secretário.

O local de implantação das novas unidades construídas, total ou parcialmente, será definido pela Secretaria Municipal de Saúde e informado à Câmara Municipal. O Poder Executivo encaminhará ao Legislativo, trimestralmente, o cronograma de aplicação dos recursos financeiros.

Últimas de Rio De Janeiro