Faturamento do Rio na Copa foi quatro vezes maior do que o esperado

Segundo RioTur, os 886 mil turistas deixaram uma receita de R$ 4,4 bilhões na cidade; pesquisa do órgão aponta ainda que maioria dos visitantes quer voltar à cidade

Por O Dia

Rio - Os 886 mil turistas que estiveram no Rio durante o período da Copa do Mundo deixaram uma receita de R$ 4,4 bilhões na cidade. Os números, divulgados nesta terça-feira pelo secretário municipal de Turismo, Antonio Pedro Figueira de Mello, superam o estimado antes do evento pelo Ministério do Turismo - que anunciou R$ 1 bilhão para o município. O levantamento foi feito pela Universidade Federal Fluminense (UFF) e o Sebrae.  

Turistas lotaram o Fifa Fan Fest para assistir à partida final da Copa do Mundo%2C entre Alemanha e ArgentinaJoão Laet / Agência O Dia

De acordo com o secretário, os pontos turísticos da cidade tiveram grande procura. Entre os mais visitados, estiveram o Corcovado, com 295 mil pessoas, e o Pão de Açúçar, que recebeu um público de 174 mil. Já o Fifa Fan Fest reuniu mais de 1 milhão de pessoas para assistir aos jogos do Mundial.

"Fica a lição e o aprendizado da Copa do Mundo. Embora já estivéssemos acostumados a grandes eventos, como o Carnaval, que traz um grande público estrangeiro, a Copa tem um caráter novo. Porque são são turistas que vieram ao Rio pelo evento, e que possivelmente não viriam em outras circunstâncias. Mas a maioria acaba sendo conquistada pela cidade e pretende voltar", declarou Antonio Pedro. 

Turistas pretendem voltar

Uma pesquisa encomendada pela RioTur durante a Copa constatou que entre os turistas estrangeiros, 98,8% dos entrevistados tiveram as expectativas atingidas, ou superadas. Já 98,3% recomendariam o Rio como destino, e 58% têm intenção de voltar daqui a dois, para acompanhar as Olimpíadas de 2016. 

O gasto médio dos turistas no Rio, foi de R$ 639,52 por dia. Eles tiveram, em média, uma permanência de nove dias na cidade. Desse total, 471 mil eram estrangeiros e 415 mil brasileiros.

Argentinos lideram lista de visitantes

Entre os países com maior número de visitantes, lideram a Argentina, com 77 mil, o Chile, com 45 mil turistas e a Colômbia com 31 mil turistas. Entre os estados brasileiros, vieram 167 mil paulistas ao Rio, 50 mil mineiros e 28 mil pessoas do Espírito Santo.

Em função disso, os postos de informação turística da RioTur fizeram 87.615 atendimentos a turistas, principalmente estrangeiros. 

O secretário avaliou como positiva a logística da cidade ao receber cerca de 900 veículos, entre motorhomes e carros de torcedores sul-americanos, na Apoteose, Terreirão do Samba e Feira de São Cristovão.

"Foi uma ação conjunta da prefeitura com a guarda municipal. Tivemos um momento de susto, quando eles se instalaram em Copacabana, mas conseguimos alocá-los no Sambódromo. Quando a Argentina se classificou e prevíamos uma 'invasão', os três pontos já estavam com uma estrutura para recebê-los", declarou o secretário. 

Últimas de Rio De Janeiro