Empresária é assassinada na Gávea durante tentativa de assalto

Proprietária do Restaurante Guimas, Maria Cristina Mascarenhas levou um tiro após se negar a entregar a bolsa aos assaltantes

Por O Dia

Rio - A empresária Maria Cristina Mascarenhas, de 56 anos, foi assassinada na tarde desta quinta-feira, na Gávea, Zona Sul do Rio, após resistir a uma tentativa de assalto quando deixava uma agência bancária. De acordo com a polícia, o crime ocorreu às 12h57, quando Maria Cristina, dona do Restaurante Guimas, foi abordada por duas pessoas em uma moto, próximo à Praça Santos Dumont, e levou um tiro na cabeça ao puxar a sua bolsa.

A empresária voltava de uma agência bancária ao lado do Shopping da Gávea e sacou R$ 13 mil pra pagar os funcionários. Ela deixou o banco e seguiu em direção ao Guimas. Ao entrar na Praça Santos Dumont, na altura do número 138, parou para falar com uma ambulante. Começou a olhar saias, escolheu duas e mostrou para a vendedora o que ela gostaria que fosse feito na roupa.

Quando a ambulante voltou com a sacola, viu que duas pessoas apareceram numa moto, e o que estava na garupa, desceu e puxou a bolsa da vítima, efetuando o disparo em seguida. Os assaltantes levaram a bolsa, com o dinheiro dentro. 

Dona do BG Bar, a empresária Zenir Martins de França, 64, relatou como o crime ocorreu. Segundo ela, os assaltantes estavam na contramão. "O bar estava cheio. Todos viram quando o motoqueiro foi abordá-la. Eram dois na moto. Um desceu sem capacete e foi puxar a bolsa dela, mas ela segurou e ele deu um tiro só na cabeça dela. Eles saíram na contramão", contou Zenir. 

Segundo ela, esse tipo de assalto é frequente na região. Porém, é a primeira vez que se tem conhecimento de uma vítima assassinada: "As pessoas estão muito assustadas e preocupadas com esse tipo deassalto aqui, mas foi a primeira vez que soubemos da morte de alguém".

De acordo com testemunhas, o autor do disparo seria um homem moreno claro de bigode, que estava sem capacete. O outro homem, que pilotava a moto, usava um capacete vermelho. 

Agentes da Divisão de Homicídios (DH) da Capital e da 15ª DP (Gávea) estiveram no local e já têm imagens que mostram o momento do crime. No momento da ação, caiu no chão um carregador de pistola, que já está com a polícia.

Conhecida como Tintim, Maria Cristina fundou o Guimas, que fica na Rua José Roberto Macedo Soares, no início da década de 1980, ao lado de seu marido, Chico Mascarenhas, e dos amigos Ricardo e Priscilla Guimarães. A ideia do restaurante aconteceu durante um encontro dos dois casais em Petrópolis, na Região Serrana. O nome Guimas é a fusão das iniciais dos sobrenomes Guimarães e Mascarenhas. A empresária deixa duas filhas.

Últimas de Rio De Janeiro