Pezão evita pedir votos para Dilma

A empresários, governador do Rio elogia o vereador Cesar Maia (DEM), candidato ao Senado

Por O Dia

Rio - Diante de uma plateia de cerca de 200 empresários na Associação Comercial do Rio (ARCJ), o governador e candidato à reeleição Luiz Fernando Pezão (PMDB) evitou pedir votos para a presidenta Dilma Rousseff. O peemedebista não poupou, no entanto, elogios ao vereador Cesar Maia (DEM), candidato ao Senado, a quem classificou como o “mais preparado” e “melhor candidato”.

Pezão evitou falar sobre a presidenta Dilma nos seus discursos no encontro com os empresáriosDivulgação

No final da reunião Pezão justificou aos jornalistas a ausência dos discursos sobre os benefícios da união do governo Cabral com o de Dilma para o Rio, sempre citados em outras convenções, “em respeito ao seu candidato a vice-governador, o senador Francisco Dornelles (PP), que é primo do também candidato à presidência Aécio Neves (PSDB).

“Reafirmo o meu voto à presidenta Dilma e meu trabalho para ela. Estou aqui com o meu vice, que é primo do senador Aécio, por isso, não me manifestei”, afirmou, acrescentando que sabe também que, dentro de sua chapa, há políticos que não concordam com o apoio ao vereador. “Sempre tem resistência, como qualquer campanha. Têm partidos adversários que também tiveram problemas com seus candidatos ao Senado. É uma aliança muito grande e começo de campanha é para ajeitar os parafusos. Quero que todos estejam com Cesar Maia”, disse.

Aos empresários, Pezão também citou avanços na segurança pública em seu governo com Sérgio Cabral e anunciou a criação de mais três novos batalhões da Polícia Militar na Baixada Fluminense. Ele também alfinetou duas vezes o candidato e ex-governador Anthony Garotinho (PR) quando falou em falta de investimentos na educação na gestão anterior e na falta de parcerias com os prefeitos.

Garotinho suspende agenda para fazer exame

Líderes nas pesquisas de intenção de voto, os candidatos ao governo do Rio pelo PR, Anthony Garotinho, e pelo PRB, Marcelo Crivella, tiveram ontem uma agenda leve no Rio. Enquanto Crivella passou o dia em reuniões internas para discutir o programa de governo, Garotinho desmarcou sua agenda de caminhadas nos morros do Borel, Salgueiro e São Carlos para se submeter a exames médicos.

“O candidato está passando por exames esta tarde em virtude de uma indisposição gástrica”, informou o comando da campanha de Garotinho. Já Lindberg Fa<CW-44>rias, do PT, dedicou seu dia a fazer campanha em Madureira. Como são parlamentares, o petista, Garotinho e Crivella passaram parte da semana em Brasília para participar de uma das últimas semanas de esforço concentrado do Congresso, antes das eleições.

Últimas de Rio De Janeiro